in

Depois de ser acusado de homofobia, Bruno Gagliasso rasga o verbo e dispara: ‘Vivemos sim, em uma sociedade machista’

O ator Bruno Gagliasso, que recentemente teve seu nome exposto por conta de antigos tweets considerados homofóbicos pelos internautas, resolveu se pronunciar sobre o assunto.

Publicidade

O ator começa falando que na época em que escreveu os tweets não era maduro o suficiente para entender o que estava escrevendo, mas hoje ele pensa completamente diferente.

O desabafo aconteceu durante uma entrevista concedida para Wagner Moura a GQ, em que o galã global afirmou que não se pode apagar o passado, mas sim lidar com ele e melhorar ao máximo para que isso não volte a acontecer. Bruno diz que somente encarando a verdade, é que de fato as pessoas vão evoluir.

Publicidade

O ator diz também, que o que mais o fez evoluir, foi a adoção de Titi. Bruno assume que as pessoas vivem em uma sociedade machista, hipócrita e preconceituosa, mas que mudou sua maneira de ver as coisas com a chegada de sua filha, que foi adota por ele e pela atriz Giovanna Ewbank.

Publicidade

Bruno ressalta que isso não quer dizer que ele está se justificando pelos atos cometidos, mas sim um processo de amadurecimento. Para quem não sabe ou não se lembra, o ator teve vários tweets antigos seu exposto nas redes sociais, depois de um episódio de racismo cometido pelo youtuber Júlio Cocielo, em que o ator o criticou publicamente.

Publicidade

Os internautas detonaram o ator e pediram boicote as marcas a qual ele é garoto-propaganda. O motivo, teria sido por conta do próprio ator ter pedido que os patrocinadores do youtuber Júlio, retirassem suas marcas que estavam vinculadas a imagem do rapaz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade