in

Menina com idade entre 7 e 10 anos é torturada e morta pelo ‘marido’

Crimes cometidos contra crianças costumam chamar muito a atenção e causam grande comoção. Foi o que aconteceu com uma menina do Afeganistão, com idade entre 7 e 10 anos.

Publicidade

A garotinha Hameya foi torturada e morta pelo "marido", que tem o triplo de sua idade. Ela foi oferecida ao homem como forma de sua família pagar uma dívida há dois anos. Hameya estava oficialmente casada havia seis meses.

De acordo com as autoridades do Afeganistão, a motivação do crime bárbaro teria sido vingança. O corpo da menina foi encontrado na noite do último domingo. O homem conseguiu fugir.

Publicidade

Segundo Naqibullah Amini, porta-voz da polícia de Badghis, em entrevista ao jornal The Guardian, o pai da menina foi preso por ter forçado a filha a se casar com um homem que tem entre 20 e 30 anos.

Publicidade

Casar meninas menores de idade é comum no Afeganistão. Mas, de acordo com as Nações Unidas, as garotas podem se casar a partir dos 16 anos. Portanto, a união de Hameya era irregular já que ela era uma criança.

Publicidade

A modalidade em que Hameya foi casada chama-se "baad" e acontece quando há troca entre as famílias. O pai da menina recebeu R$ 49,2 mil para que a união acontecesse.

O caso ainda está sob investigação, mas ela não está sozinha – a questão para entender é que centenas de meninas se tornam vítimas dessa violência todos os dias no Afeganistão. Embora casamentos infantis e ‘baad’ sejam proibidos por lei, ela não é implementada na maior parte do país”, explicou Hashim Amadi, integrante de uma associação de assistência humanitária às mulheres e crianças do Afeganistão.

 

Publicidade
Publicidade