in

‘Justiça pelo amor de Deus’: implora pai ao liberar o corpo do filho brutalmente espancado por R$15 em balada

A dor do pai de Lucas Martins de Paula, de 21 anos, que morreu na noite deste domingo (29), após 22 dias de internação por causa dos ferimentos graves depois de ser brutalmente espancado por seguranças de uma casa noturna localizada na cidade de Santos, litoral paulista, é comovente.

Publicidade

Nesta segunda-feira (30), Isaías de Paula teve a triste missão de ir até o IML (Instituto Médico Legal) de Santos para solicitar a liberação do corpo do seu filho. Ele estava visivelmente transtornado e precisou ser amparado por parentes que também se mostravam muito comovidos. O pai de Lucas esteve o tempo todo ao lado do filho durante todos os dias em que ele esteve internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), da Santa Casa de Misericórdia de Santos. Ele se refere carinhosamente ao filho como: meu companheiro. Inconformado, ele implorou por justiça; saiba mais.

'Justiça pelo amor de Deus', implora o pai de Lucas Martins de Paula

De acordo com o portal de notícias online, G1, Isaías e dois primos chegaram ao IML por volta das 8h30 e, mesmo muito abalado, ele cedeu uma entrevista ao site, onde demonstrou toda a sua dor, "difícil demais. Eu não consigo nem explicar isso. Eu perdi meu amigo, meu filho, meu companheiro para tudo. Eu quero a justiça gente, pelo amor de Deus. É difícil".

Publicidade

Marcos Roberto Antunes, primo do pai de Lucas, foi às lágrimas quando disse à reportagem que ele levou a mãe do jovem à maternidade no dia em que ela deu a luz ao universitário e que hoje levou o pai para reconhecer o corpo do filho. Chorando, ele disse que o mundo não é justo e que jamais imaginou que um dia iria se despedir do menino que viu nascer.

Publicidade

Luís Fernando Antunes, primo de Lucas, fez questão de dizer que o universitário era um jovem muito tranquilo e do bem e que não consegue entender o porquê de tamanha crueldade com uma pessoa que nunca fez mal a ninguém e também clamou por justiça.

Publicidade

Investigação criminal

Lucas foi espancado durante a madrugada do dia 7 de julho, dentro e fora do Baccará Bar e Backstage. O motivo da barbárie foi uma diferença de R$15,00 na conta do jovem e seus amigos. Quando Lucas foi ao caixa e questionou o valor a mais na comanda, os três seguranças da casa noturna foram chamados e começaram a agredir brutamente o jovem. Os seguranças e o dono da casa noturna já foram identificados e a polícia segue com as investigações.

Publicidade
Publicidade