in

Comoção: jovem espancado em balada por causa de R$ 15 morre 22 dias após agressões

Após 22 dias de ter sofrido agressões, o jovem cruelmente espancado em uma balada por causa de R$ 15,00, em São Paulo, foi a óbito, neste domingo (29). Lucas Martins de Paula, de 21 anos, estava internado em coma induzido devido à gravidade de seus ferimentos; saiba mais.

Publicidade

De acordo com o portal de notícias online G1, o jovem estudante foi agredido em uma casa noturna localizada na cidade de Santos, que fica no litoral paulista. As agressões aconteceram no dia 07 de julho e a motivação teria sido uma diferença de R$ 15,00 no valor da conta de Lucas e de mais alguns amigos que estavam no estabelecimento; este foi o estopim para o massacre.

O jovem foi agredido pelos seguranças do Baccará Bar e Backstage, que fica localizado no bairro Embaré, em Santos. As agressões começaram dentro do estabelecimento e terminaram fora do local quando o rapaz já tinha perdido a consciência. Isaías de Paula, pai de Lucas, revelou ao G1 que os amigos do filho, que estavam com ele, também foram agredidos e já prestaram depoimento à polícia.

Publicidade

22 dias de luta intensa pela vida

Quando Lucas deu entrada no hospital Santa Casa de Santos, no dia 7 de julho, seu estado de saúde já era crítico, ele foi colocado em coma induzido. A equipe médica revelou que durante todo este período ele não apresentou melhoras e nem teve as reações esperadas que sinalizassem que o quadro de saúde dele estava tendo uma evolução positiva.

Publicidade

Neste domingo, os médicos do jovem decididiram retirar a medicação que o mantinha em coma induzido. Segundo Isaias, poucas horas depois, Lucas começou a ficar muito agitado e a apresentar movimentos involuntários bruscos, o que, segundo a equipe, não era favorável a ele, diante de seu quadro de saúde. Assim, foi decidido pela retomada da sedação.

Publicidade

No início da noite, por volta das 19 horas, Lucas perdeu a guerra pela vida, após 22 dias de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do estudante. 

Publicidade
Publicidade