in

Não perca o eclipse que durará 34 min em SP e 47 min no Rio

Considerado o maior eclipse lunar do século, o espetáculo terá uma duração aproximada de 3 horas e 55 minutos para atravessar toda a sombra terrestre. Apesar desse grande período de tempo em que a Lua de Sangue ocorrerá, no Brasil só será possível acompanhar por poucos minutos. Isso porque o fenômeno se iniciará às 16h30, no horário de Brasília; então, quando a Lua nascer em território brasileiro, ela já estará com sua aparência avermelhada.

Publicidade

Para que você não perca esse espetáculo, fique atento aos horários em que ele a Lua poderá ser vista nesta sexta-feira (27). Ela estará visível na cidade de São Paulo, a partir das 17h39; e no Rio de Janeiro, às 17h26. Nesse momento, o eclipse já terá começado e a fase final termina às 18h13. Totalizando então a duração de 47 minutos para os cariocas e 34 minutos para os paulistas.

O fenômeno natural também poderá ser visto em outros lugares do mundo, como no sudeste da Ásia e no leste da África, com duração aproximada de 1 hora e 47 minutos. Já no Brasil, o Recife será um dos lugares com maior duração, ocorrerá das 17h15 às 18h13.

Publicidade

Nas cidades em que a Lua nascerá depois das 18h13, apenas será possível observar a fase parcial do eclipse. Isto é, quando a Lua já tiver atravessado a parte mais escura da sombra terrestre.

Publicidade

É claro que ninguém quer ficar de fora desse espetáculo, mas nem todos conseguirão assistir. Então descobra se você conseguirá ver o eclipse, por meio do gráfico a seguir, e verifique a hora em que a Lua irá nascer em sua região e qual a fase do eclipse estará ocorrendo nesse momento.

Publicidade

Às 19h19, a fase parcial termina e, a partir desse momento, só será possível presenciar a fase penumbral até às 20h28, a hora em que o eclipse termina. No entanto, essa fase é quase imperceptível aos olhos. Para conseguir observar o eclipse nesta última fase, é preciso encontrar um lugar com o horizonte leste sem obstáculo e utilizar um binóculo ou luneta.

Publicidade