in

Lula tenta manobra para afastar Moro e toma invertida

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, atualmente está preso por ter sido condenado pelo juiz federal, Sérgio Moro, e ter a sua condenação apoiada pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4° Região).

Publicidade

O juiz federal Sérgio Moro sempre o julgou os processos da operação Lava Jato, pois é ele o responsável pelos julgamentos dos supostos crimes no Paraná.

O ex-presidente Lula é representado pelo seus advogados e sempre vem tentando tomar atitudes de dentro da cadeia para melhorar a sua situação judicial e tentar mudar os julgamentos a seu respeito. Assim, o petista tentou algo para se beneficiar novamente.

Publicidade

O petista pediu ao TRF-4 para que afastasse o juiz federal Sérgio Moro dos julgamentos de seus processos. Para justificar o pedido, os advogados do ex-presidente mandaram um monte de recursos ao tribunal para que Moro fosse afastado dos processo de Lula.

Publicidade

Entretanto, o ex-presidente acabou se dando mal e tomando uma grande invertida nesta pedida de recursos, pois o tribunal negou todos eles, e Moro continua, sim, julgando os processos do ex-presidente.

Publicidade

Lula sempre acusou Moro de perseguição política e também de ser aliado de seus opositores. Porém, nada que desabone o juiz foi comprovado. Com isso, ele continua julgando o petista e tem "convicção" de que é culpado no processo do apartamento tríplex, no Guarujá, em Litoral de São Paulo, do qual ele está preso.

Lula foi acusado de ter recebido o apartamento em forma de propina da empreiteira Odebrecht, que teria pago o imóvel em troca de favorecimentos que o ex-presidente teria feito à empresa na época em que governava, de 2003 à 2010, quando Lula supostamente teria favorecido a Odebrecht em firmamentos de contratos com a empresa estatal Petrobrás.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade