in

Casagrande narra saga para manter-se sóbrio na Copa da Rússia

O comentarista corintiano da rede Globo de televisão vive uma luta com as drogas e bebidas há alguns anos por meio de tratamento para dependência química. Ele conta que a terapia nunca tem fim, quando se pensa que está bom, inesperadamente acontece algo que o mostra o contrário. Em entrevista, Casagrande falou que sua rotina não é fácil, ele precisa participar de uma terapia em grupo todas as segundas, fazer toda a programação da semana e contar sobre o seu final de semana, além de sair com suas psicólogas para jantar e ir ao cinema nesse meio tempo.

Publicidade

Voltando um pouco ao passado, Casagrande conta um pouco sobre a Copa do Mundo de 2014 que aconteceu no Brasil. Nesta época, o comentarista ainda bebia, mas já não usava mais drogas. O consumo do álcool fazia com que o desejo de usar droga voltasse, com isso ele se internou por sete meses entre os anos de 2015 e 2016. Ele conta que não ficava totalmente preso, às vezes ele ia aos cinemas, teatros e fazia as transmissões de jogos.

Ao sair da clínica em 2016 para cobrir a Olimpíada, realizada no Rio de Janeiro, ele conta que não teve problemas, pois apenas saia do hotel para fazer os jogos. No encerramento, Casagrande assistiu à final acompanhado de sua psicóloga e de Baby, a quem tinha conhecido recentemente durante o evento. Apenas neste momento ele se tocou que esse era o seu primeiro evento sem beber ou usar drogas e comentou: “Eu precisava de um evento grande, uma Copa do Mundo fora do Brasil, para que eu mesmo tivesse de resolver as coisas. Aí, sim, eu ia me sentir num patamar mais evoluído”.

Publicidade

Pensando nessas palavras, Casagrande se preparou com antecedência para a Copa da Rússia. No dia de seu embarque para o país da sede da Copa, o ex-jogador disse a si mesmo que estava indo para voltar ao Brasil sóbrio. Antes de chegar ao seu destino, ele teve que ir para o Liverpool, onde a seleção brasileira se preparava para fazer o amistoso contra a Croácia. Durante a noite o pessoal passou pelo beco do The Cavern Club, no momento estava rolando uma festa e todo mundo estava tomando cerveja enquanto o rock n roll tocava alto.

Publicidade

Na porta havia uma estátua de John Lennon e ele resolveu tirar uma foto enquanto o resto do pessoal ficava com aquele olhar de “vamos entrar”. Ele parou por um momento e ficou meditando nos prós e contras de entrar naquele local, e no fim decidiu voltar para o hotel, apesar do sonho de estar na casa do rock n roll. Já no hotel, o comentarista ainda pensava em trocar de roupa e voltar para o local, mas após conversar com sua psicóloga resolveu ficar e dormir. Ele conta que demorou três dias para ele ter noção de que fez a escolha certa.

Publicidade

Durante a Copa, Casagrande não saiu para se divertir, apenas fez o seu trabalho e em alguns momentos deixava o local para jantar com a equipe da TV Globo, o pessoal respeitou sua decisão sobre o tratamento e não bebiam na sua frente. Na final da Copa entre França e Croácia, ele comentou que passou um filme em sua mente e vieram todas as lembranças de tudo o que aconteceu, desde quando saiu de casa para a Rússia e que naquele momento o evento tinha acabado e ele ainda estava sóbrio, isso o emocionou muito. Ele finalizou dizendo: “Virei uma página”.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade