in

Família do radialista viu o acidente no Beach Park

Em entrevista na manhã desta quarta-feira (18) para a TV TEM, filiada da emissora Rede Globo, o cunhado de Ricardo falou sobre o acidente no parque aquático de Fortaleza. O radialista, de apenas 43 anos, era conhecido como Ricardo Hill no meio da Comunicação e estava em período de férias com a família, sua esposa, sua filha única de 8 anos e o cunhado.

Publicidade

O radialista estava com mais três visitantes em uma boia no brinquedo recém-inaugurado chamado “Vainkará”.  De acordo com as testemunhas, o homem bateu a cabeça contra a superfície do toboágua e morreu na hora, já as outras pessoas que estavam junto com Ricardo tiveram ferimentos leves.

Luis Silva, cunhado da vítima, conta que a filha e a esposa de Ricardo estavam na boia de trás e comentou que viram quando o acidente aconteceu, o que foi muito traumatizante para elas. O cunhado finalizou dizendo que eles não esperavam tirar férias e voltar com um caixão; a família está traumatiza e a filha está abalada emocionalmente.

Publicidade

Segundo o portal G1, o corpo de Ricardo foi sepultado às 15h30 desta tarde, no cemitério da Consolação. Seguranças foram contratados pela família para protegerem a entrada do velório. Durante a manhã, apenas a imprensa foi autoriza a entrar.

Publicidade

O acidente foi apurado com as outras três pessoas ocupantes da boia que virou, e foi constatado que eles pesavam cerca de 90, 110 e 105 quilos. Somando com o peso estimado de Ricardo, os quatro somavam mais de 320 quilos, o peso máximo permitido para descer na atração. Já o Beach Park, em nota, reiterou que os ocupantes da boia não ultrapassaram o a barreira de contenção do brinquedo e que os visitantes não foram arremessados, como algumas notícias foram divulgadas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade