in

Ex-BBB relata drama com bebês gêmeos prematuros e conversa terrível com médico

Praticamente todos os casais sonham em ter filhos e construir uma linda família. Por isso, quando a mulher descobre que está grávida é normal que este momento seja inesquecível e marcado por muita emoção. Mas nem sempre os meses de gravidez são fáceis.

Publicidade

O casal Mariana Felício e Daniel Saullo, que se conheceram durante o Big Brother Brasil 6, em 2006, e estão juntos até hoje, contaram, em entrevista ao Vídeo Show, como foi o nascimento prematuro dos bebês e a conversa com o médico.

Já no ultrassom o médico falou dos riscos, eu não acreditei. Falaram que, se um morresse, ficaria na minha barriga até o outro nascer”, contou Mariana, que já tinha dois filhos: Anita, hoje com 3 anos, e Antonio, com 2.

Publicidade

“Quando a gente recebeu a notícia que ela tinha síndrome de transfusão feto-fetal, a gente não sabia da gravidade. É uma doença na placenta, um bebê fica super nutrido, e o outro não recebe nada. O médico disse que era 100% de chance de perder os dois”, explicou Saulo.

Publicidade

Os bebês João e José nasceram com apenas 29 semanas – sete meses. “Foram direto para a UTI. O João ficou 48 dias e o José, 98 dias lá. O médico tinha dito que o maior ia sofrer fora da barriga, pois recebeu mais oxigênio, e que o menor ia sair sem problema e se dar super bem, pois se acostumou a não receber nada”, recordou Mariana.

Publicidade

Mariana também recordou que o filho José teve uma pneumotórax com parada cardiorrespiratória. “Foi um susto”, afirma a ex-BBB. “Uma noite eu fui na UTI, peguei ele no colo, estava entubadinho, falei ‘nossa, estou perdendo o José”, prosseguiu.

A ex-BBB também contou que segurou o filho e ele gemia. Além disso, convulsionou na sua frente. O desespero foi grande. “Eu achei que ele estava morrendo”, recordou.

Segundo ela, a noite foi desesperadora. “Clamei a Deus, nessa hora é você e Deus ajoelhados na UTI. Tenho dó das mães na UTI que sei que passam por isso. Peço a Deus para dar muita força, vi muita mãezinha perdendo neném”, afirmou, chorando. Os bebês nasceram em janeiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade