in

Onze membros da mesma familia são encontrados mortos, vendados e pendurados no teto

Um crime chocou e chamou a atenção na Índia, onze pessoas da mesma família foram encontradas mortas em situação totalmente inusitada, além de estarem vendados e com as mãos atadas nas costas, os corpos foram amarrados ao teto, com exceção de um corpo que foi encontrado ainda no chão, tratava-se de uma senhora de 70 anos de idade.

Publicidade

Entre os membros da família assassinada estavam dois irmãos com suas respectivas esposas e seus filhos, apenas o cachorro das vítimas foi encontrado vivo no local, ainda não se sabe o motivo das mortes e principalmente a utilização de meios tão incomuns e cruéis. De acordo com a emissora internacional BBC, a principal linha de investigação é que se trata de rituais místicos.

Evidências de rituais praticados pela família foram encontradas no local, enquanto não há certeza sobre o que aconteceu, as autoridades locais aguardam o resultado da necropsia e vizinhos estão sendo interrogados, assim como câmeras de vigilância em torno do local estão sendo investigadas na expectativa de ser encontrados indícios que levem a autoria do crime.

Publicidade

A família residia no local a mais de 20 anos e todos os membros eram considerados pessoas felizes e participantes na comunidade, longe de possíveis inimizades. As vítimas administravam duas lojas em um prédio comercial e câmeras do local também estão sendo investigadas pela perícia que está cuidado do caso.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Os corpos foram encontrados por um dos clientes dos estabelecimentos da família em uma manhã de domingo e segundo os policiais, ainda no local foi encontrado notas escritas à mão que diziam que 'práticas espirituais e místicas' estariam relacionadas às mortes.

Publicidade

O crime chamou a atenção de toda vizinhança e repercutiu na mídia internacional, dezenas de pessoas lotaram o local dos assassinatos e câmeras de vigilância registraram a intensa movimentação de autoridades e curiosos no local. O caso segue sendo investigado.

Publicidade