in

Descontrolada, Gleisi Hoffmann ofende Sérgio Moro e PF liga sinal de alerta

A presidente do Partido dos Trabalhadores, senadora Gleisi Hoffmann, disparou contra o juiz federal Sérgio Moro, nesta terça-feira (10), na tribuna do Senado. A petista demonstrou grande ódio do magistrado por ter atuado contra a decisão do desembargador Rogério Favreto que queria a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ligou de Portugal depois de tomar seu vinho dando ordens à Polícia Federal de Curitiba. Quem ele pensa que é?”, resmungou a parlamentar sobre a atitude do juiz.

Publicidade

O juiz da Lava Jato está de férias em Portugal e teria sido o responsável de impedir que a PF soltasse Lula. Alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) chegaram a criticar Moro por ter enviado um despacho mesmo estando de férias e por não ter cumprido a decisão de um tribunal superior. Porém, nesta terça-feira (10), a presidente do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, elogiou o magistrado e disse que ele teve "oportuna precaução". 

Gleisi estava impaciente e agrediu verbalmente Moro, a PF e o relator do processo de Lula no TRF-4, João Gebran Neto. Para a senadora, Moro não tinha autoridade para emitir o despacho à PF. Ela ressaltou que isso é uma vergonha para o país.

Publicidade

PF entra em alerta

O magistrado da Lava Jato está para retornar de férias e a equipe de segurança do juiz está preparando um grande reforço. Desde quando Moro reagiu contra ação de Favreto, muitas ameaças tomaram conta das redes sociais. Pessoas estão citando que Moro deveria morrer. Diante disso, a PF está monitorando o perfil dos agressores e alertando todos os agentes.

Publicidade

O juz Marcelo Bretas chegou a publicar no Twitter uma coletânea de frases que foram direcionadas a Moro e marcou o Twitter do STF. Até o momento, os ministros da Corte não se pronunciaram. 

Publicidade

 

Publicidade