in

Meia gremista se revolta contra juiz e o acusa de ter feito um ‘assalto a mão armada’

O meia do Grêmio Jean Pyerre está revoltado após ter sofrido como ele mesmo disse um 'assalto a mão armada' do técnico David Baquini, que apitou o jogo Gre-Nal da final do Gauchão sub-20.

Publicidade

O jogador foi se manifestar através das redes sociais em uma postagem feita pelo próprio tricolor sobre a partida realizada, onde ele sacabaram empatando em 2×2. Jean foi um dos que participou do jogo com mais afinco e inclusive, marcou um dos gols de empate do seu time.

O Grêmio considerou extremamente trágica a arbitragem realizada pelo técnico durante o jogo, pois marcar dois pênaltis a favor do Inter foi como querer dar um tiro no próprio pé. Mas não foi somente Jean que ficou irritado com toda essa situação vivida em campo. A partida que claramente teve erros grosseiros, acabou irritando Tetê.

Publicidade

Tetê é um dos atacantes do time tricolor e revoltado, declarou o quanto foi sacrificante marcar os dois gols em campo, precisou de muita garra e raça para faze-los e completou chamando o juiz que marcou os dois pênaltis de 'sem vergonha'.

Publicidade

O atacante prometeu que no próximo jogo não vai pensar em nenhuma vantagem, somente na vitória. Para piorar, no segundo tempo, foi feito um pênalti contra que acabou resultado na expulsão de Ruan, causando ainda mais revolta dos jogadores.

Publicidade

O próximo embate acontece no dia 14 de julho em Eldorado, lugar que será o reduto das categorias de base do Grêmio, esse será o embate mais importante, pois quem vencer, levará a tacha de campeão do Gauchão sub-20.

Publicidade
Publicidade