in

Jornalista divulga número de telefone de desembargador que mandou soltar Lula

A notícia que dominou o domingo (8) foi a concessão de habeas corpus para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na carceragem da Polícia Federal (PF) desde o dia 7 de abril.

Publicidade

Neste domingo, o ex-presidente viveu momentos de impasse, flertou com a liberdade, mas continuou atrás das grades. Embora o desembargador Rogério Fraveto tenha aceitado o pedido de habeas corpus solicitado por três deputados petistas, o juiz federal Sérgio Moro, o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e o presidente do tribunal Thompson Flores negaram a liberdade para Lula.

O caso repercutiu bastante nas redes sociais. Paralelo a isso, o jornalista e professor da Universidade de São Paulo (USP) Claudio Tognolli se envolveu em polêmica ao divulgar o número do telefone celular do desembargador Rogério Fraveto no Twitter.

Publicidade

A postagem de Tognolli repercutiu. Muitos internautas criticaram a postura do jornalista e muitos outros gostaram de ver o telefone de Fraveto divulgado. Tognolli apagou a postagem, mas o número de telefone do desembargador segue circulando nas redes sociais. Certamente, se o número for verdadeiro, ele já deve ter recebido inúmeras mensagens e críticas.

Publicidade

Fraveto foi filiado ao PT por quase 20 anos, entre 1991 e 2010, e chegou ao TRF-4 indicado pela ex-presidente Dilma Roussef. Antes disso, havia trabalhado na Casa Civil no governo Lula. Fraveto foi acusado de ter sido partidário ao tomar a decisão de soltar Lula.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade