in

‘Doença da caverna’: garotos e técnico de futebol presos em caverna da Tailândia podem estar gravemente doentes

O mundo foi pego de surpresa pela notícia que o resgate do grupo preso na caverna localizada no norte da Tailândia já havia começado neste domingo (8), por causa de uma 'janela' no tempo. A chuva parou de atingir o local e com a possibilidade do oxigênio se esgotar na câmara onde os 12 adolescentes e seu professor estavam, a retirada dos garotos foi adiantada.

Publicidade

Felizmente, 4 adolescentes foram resgatados com sucesso, de acordo com o portal de notícias da Globo News.  Os 4 garotos já estão no hospital, conforme informou o responsável pelo resgate em entrevista coletiva. Participam desta primeira etapa da operação, 90 mergulhadores sendo que 50 estrangeiros, 40 locais, uma operação arriscada e complexa, saiba mais.

Resgate interrompido

Depois do êxito da retirada destes adolescentes em um trabalho exaustivo que durou aproximadamente 11 horas o resgate foi interrompido. As informações ainda são muito desencontradas, mas de acordo com o chefe da operação o nível do oxigênio dentro da câmara onde o grupo está caiu bastante. 

Publicidade

A retomada da operação pode levar até 20 horas de acordo com o governador da província de Chiang Rai. Os mergulhadores precisam de um período de descanso já que o resgate é extremamente cansativo, o nível de oxigênio dentro da caverna precisa voltar a um nível seguro, os equipamentos dos socorristas precisam ser verificados, os cilindros de oxigênio recarregados e todos os envolvidos estejam recuperados fisicamente.

Publicidade

‘Doença da caverna’

Ficar 15 dias dentro de uma caverna traz prejuízos consideráveis a saúde. Desnutrição, desidratação e hipotermia, são situações comuns diante deste cenário. Contudo o que tem realmente preocupado a equipe médica é a possibilidade deles terem adquirido a ‘doença da caverna’; entenda.

Publicidade

Como os meninos e o treinador passaram muitos dias inalando ar úmido, médicos devem examiná-los para descobrir se apresentam problemas respiratórios. O tipo de ambiente encontrado em cavernas é propício  com contaminação do ar por fungos que, inalados, provocam doenças. Uma das mais comuns é a histoplasmose, conhecida justamente como doença da caverna, que acontece em regiões onde há morcegos.

A histoplasmose, segundo os médicos, causa pneumonia fúngica e pode levar à insuficiência respiratória. O risco de terem contraído uma infecção respiratória é tão grande, diz Sardenberg, que eles provavelmente vão ser tratados com antibiótico preventivamente assim que saírem, sem esperar o resultado de exames. "Além da umidade, conta muito o contato próximo entre eles dentro da caverna. Se um fica doente, todos ficam", afirma o médico.

Publicidade
Publicidade
Publicidade