in

Pai decepa mãos do homem que abusou do seu bebê de 7 meses

É muito difícil de imaginar o que se pode fazer com uma pessoa que comete um crime de violência sexual contra outra pessoal, principalmente quando isso se trata de uma criança ou até um bebê com poucos meses de vida.

Publicidade

Um pai acabou fazendo justiça com as próprias mãos e acabou castigando de maneira chocante o homem que estuprou a sua filha, um bebê de 7 meses. Ele decepou as duas mãos do criminoso que atentou criminalmente esse ato repugnante contra a sua filha.

O pai se chama Parminder e tem 25 anos de idade. O agressor tem 17 anos, foi amarrado em uma árvore pelo pai, que arrancou as mãos dele e depois foi embora do local. O criminoso foi pego em flagrante pela mãe da criança. Os dois fizeram uma denúncia para a polícia local que enviou o jovem para uma instituição que recebe menores criminosos enquanto aguarda pelo julgamento final.

Publicidade

O estuprador caiu em uma armadilha feita pelo pai da criança. Ele atraiu o jovem alegando que ele iria receber uma proposta de acordo fora do tribunal que estava cuidando desse caso. Feito isso o pai o amarrou sozinho na árvore e decepou suas duas mãos.

Publicidade

Depois disso, o imoral foi levado para o hospital e seu quadro de saúde é estável. Já Parminder está sendo procurado pela polícia com por ele ter feito um ato que é caracterizado como tentativa de homicídio.

Publicidade

Por mais que o pai do bebê tenha feito esse ato como uma forma de “justiça” para se vingar, essa é uma atitude que se reverteu contra ele, afinal ele quis pagar um crime com outro crime, e certamente será julgado por isso.

Publicidade
Publicidade