in

Até breve? Top 10 momentos marcantes de Arthur no Grêmio

"Foi pouco tempo, mas valeu", já diria a letra de Os Segundos, do Cidadão Quem. Um dos jogadores de carreira com ascensão mais meteórica do Grêmio, Arthur se despediu na manhã desta sexta-feira na maior negociação da história do clube – o tricolor receberá à vista os 26 milhões de euros (R$ 119,3 milhões) ainda restantes e irá faturar um valor a mais sobre os 9 milhões de euros variáveis, que serão pagos ao Grêmio mediante renovações de contrato, convocações para a Seleção Brasileira, desempenho e número de partidas  desempenho

Publicidade

Com um contrato de seis anos, o volante de 21 anos viaja para Barcelona neste fim de semana. Natural de Goiânia (GO), Arthur chegou ao Grêmio em 2010, quando tinha 14 anos e, no começo de sua trajetória, habitou os alojamentos do Olímpico. 

Em oito anos de Grêmio, Arthur conquistou dois títulos – Libertadores e Gauchão, tendo ficado de fora da decisão da Recopa porque estava lesionado. Sua estreia com os profissionais foi  em 2015, no Gauchão, e sua última partida com a camisa tricolor foi no dia 13 de junho, contra o Sport, em Recife, pelo Brasileirão – em um confronto que o volante foi o melhor em campo pelo Grêmio

Publicidade

A seguir, relembre 10 momentos da passagem de Arthur pelo Grêmio. 

Publicidade

1) Estreia com derrota

Com 18 anos, Arthur foi integrado por Felipão para a pré-temporada do Grêmio, em 2015. Sua estreia como profissional foi no Gauchão, no dia 4 de fevereiro, na derrota do Grêmio para o Aimoré, por 2 a 1. Na partida de estreia, realizada no estádio Cristo Rei, em São Leopoldo, ele foi discreto. O volante começou jogando, mas foi substituído no intervalo pelo argentino Matías Rodríguez.

Publicidade

2) Cartão de visita na Primeira Liga

Após um começo periclitante, Arthur voltaria ao grupo de transição do Grêmio. Não atuaria sob o comando de Roger. Em 2016, ele só atuaria em uma partida com os profissionais sob o comando de Renato: na derrota por 1 a 0 para o Botafogo, na última rodada do Brasileirão. 

Em 2017, o Grêmio utilizaria seu time de transição na Primeira Liga, e foi nesse torneio que Arthur mostrou a que veio. Na partida contra o América-MG, o volante deslanchou e apresentou números impressionantes: deu a assistência para o gol da vitória e assinalou 84 passes certos e sete errados. Além disso, o jogador não cometeu nenhuma falta na partida. 

3) Ascensão no Paraguai

Outro jogo chave da trajetória de Arthur pelo Grêmio foi contra o Guaraní-PAR, em Assunção. No confronto, o tricolor entrou com uma equipe mista em campo. Além da assistência para o gol de empate anotado por Pedro Rocha,  foi um dos principais destaques da partida por conta de sua movimentação, distribuição de passes e intensidade na marcação. A partir daí, Arthur pavimentaria o caminho para o time titular.

4) Primeiro gol

O primeiro gol de Arthur como profissional foi anotado no dia 17 de maio, na vitória do Grêmio por 3 a 1 contra o Fluminense, em partida válida pela Copa do Brasil.  Aos 17 minutos do primeiro tempo, Luan lançou Arthur, que tabelou com Barrios e recebeu dentro da área. Com a tranquilidade de um veterano, o garoto de então 20 anos driblou Diego Cavalieri e marcou.

5) É Seleção

No dia 15 de setembro de 2017, Arthur foi convocado por para a Seleção Brasileira para os jogos contra a Bolívia, em 5 de outubro, e contra o Chile, dia 10, nas duas rodadas finais da competição. Porém, ele não chegaria a  entrar em campo. 

6) Melhor em campo em final da Libertadores

Apesar de só ter atuado no primeiro tempo e ter saído do jogo no início da segunda etapa, Arthur foi premiado como escolhido pela Conmebol como melhor em campo na final da Libertadores contra o Lanús, que consagrou o Grêmio como tricampeão. Na partida decisiva, ele não sentiu a pressão e dominou o jogo enquanto esteve em campo com naturalidade. Saiu machucado com uma lesão no tornozelo. 

7) Camisa da discórdia

No dia 1º de dezembro,  uma foto de Arthur com a camisa do Barcelona foi divulgada nas redes sociais. O registro pegou de surpresa membros da direção do Grêmio, que descartaram a existência oficial de proposta de compra pelo volante. A compra ocorreria, de fato, no ano seguinte.

8) Comentarista

Por conta da lesão sofrida na final da Libertadores, Arthur desfalcou o Grêmio no Mundial de Clubes em dezembro. Impossibilitado de entrar em campo, o volante assumiu outra função: foi comentarista das partidas do clube – contra o Pachuca e o Real Madrid – ao lado de Galvão Bueno, na transmissão da Rede Globo. 

9) Gol em Gre-Nal

Em Gre-Nal válido pelas quartas de final do Gauchão, Arthur deixou sua marca contra o maior rival do Grêmio. Aos 31 minutos do segundo tempo, após Jael desviar de cabeça, Arthur avançou área adentro e, na saída do goleiro Lomba, fez 3 a 0 e sacramentou o placar.

10) Campeão gaúcho

Ainda lesionado, Arthur não participou da conquista da Recopa. Mas na decisão do Gauchão contra o Brasil-Pel, ele esteve em campo nas duas partidas da final. Foi o último título do volante com a camisa do Grêmio.

Fonte: Gaucha ZH

Publicidade
Publicidade