in

Grêmio revela motivos para não contratar Martin

O meia Martin Chaves estava emprestado ao Grêmio pelo time Peñarol, do Uruguai desde o início de 2017, mas acabou sendo devolvido pelo clube que tinha direito de compra garantido. Ter o direito de compra sob um jogador é um feito raro para qualquer clube, diante do mercado competitivo que é o mundo da bola, todas as estratégias para garantir o melhor passe e assegurar um ótimo jogador é uma glória.

Publicidade

Com o clube tricolor não foi diferente, Martin Chaves que era visto como uma grande promessa do clube gremista estava com seu direito garantido pelo time, mas que não exerceu a exclusividade que tinha e acabou optando por devolver o jogador ao time uruguaio do qual ele faz parte. Mas por qual motivo o Grêmio recusou a oferta?

O que motivou o desinteresse do Grêmio foi o desempenho do jogador. Martin não vinha mostrando um futebol convincente e não superou as expectativas, com isso foi perdendo o espaço no time comandado por Renato Gaúcho.

Publicidade

O descontentamento com o desempenho de Martin foi tanto que o clube acabou optando por encerrar o empréstimo antes do previsto. O jogador poderia ficar em Porto Alegre até final de 2018, mas sem as perspectivas atingidas e as metas  alcançadas acabou sendo devolvido antes mesmo que o vínculo pudesse chegar ao fim.

Publicidade

Com apenas 20 anos de idade, o craque ainda tem muita bola para jogar no time uruguaio. Apesar de estar voltando para a casa ele leva na bagagem alguns jogos importantes em seu currículo. Pelo tricolor ele defendeu alguns torneios como o Campeonato Brasileiro e o Sub-20, além das copas São Paulo, Ipiranga-Sub20 e Brasil Sub-20.

Publicidade

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade