in ,

Polêmica! Entenda posição de Bolsonaro sobre a licença maternidade

O candidato do PSL (Partido Social Liberal) a Presidente da República, Jair Bolsonaro, tem se demostrado um candidato bastante polêmico. Bolsonaro tem a aceitação de cerca de 15% da população canarinha.

Publicidade

As eleições presidenciais do Brasil nunca se demostraram tão equilibradas como devem ser em 2018, isto porque não se sabe ao certo se o principal favorito a vencer as eleições poderá disputá-la. Nas pesquisas eleitorais, 33% dos entrevistados disseram preferir Lula, contra 15% de Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), 7%, e Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), 4% cada.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está preso na sede da polícia federal, porém, é o único pré-candidato indicado pelo PT (Partido dos Trabalhadores). Com Lula na disputa, Jair Bolsonaro cai para o segundo lugar nas pesquisas, já numa situação sem o ex-presidente, o preferido dos brasileiros é Jair Bolsonaro.

Publicidade

Jair Bolsonaro deu mais uma declaração polemica que afeta diretamente as maternidades no Brasil. Tal declaração é referente ao tempo de licença maternidade no país continental.

Publicidade

A licença maternidade é um direito de todas as mulheres que trabalham no Brasil e que contribuem para a Previdência Social (INSS). Atualmente, o prazo de licença maternidade é de 180 dias, o que deixa a pessoa inativa de qualquer atividade por 6 meses.

Publicidade

Bolsonaro, foi favorável à redução da licença maternidade em 1993, há 25 anos atrás, quando ele tinha 35 anos e definia um social-democrata de centro. Estes dados foram registrados pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Bolsonaro votou a favor da redução do tempo de maternidade de 180 dias para 120 dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade