in

Encontro espiritual: Mãe de Vitória revela ‘mensagem do céu’ e o que diz é de fazer chorar

Nenhum crime é perfeito e, na verdade, os que ficam sem solução são mal investigados, isso porque o corpo da vítima 'fala' e através dele é possível saber toda a mecânica de um assassinato. As marcas encontradas no cadáver são como enigmas que os peritos forenses são capazes de decifrar em exames minuciosos que são realizados no IML (Instituto Médico Legal).

Publicidade

A morte de Vitória Gabrielly gera muitas dúvidas entre aqueles que acompanham a investigação do assassinato da menina. Entender o que aconteceu com a adolescente, que desapareceu enquanto usava o patins cor de rosa, é um desejo de muitas pessoas.

Rosana comoveu ao falar sobre falecimento da sua filha. 

No caso do assassinato brutal de Vitória Gabrielly, a perícia chegou a algumas conclusões importantes que nortearam as investigações criminais. Entre elas, podemos destacar que a garota foi morta no dia 8 de junho, no mesmo dia que desapareceu na cidade de Araçariguama (SP).

Publicidade

Nesse final de semana, a polícia prendeu o casal acusado de ter matado a menina Vitória Gabrielly. A mãe da adolescente, Rosana, conversou com jornalistas sobre a prisão dos acusados. De acordo com Rosana, ela recebeu uma mensagem divina sobre a morte da filha, que garantiu que os assassinos de sua filha seriam presos.

Publicidade

Mãe de Vitória conta que recebeu mensagem do ceú

De acordo com Rosana, Deus teria dito que os caminhos dos investigadores ficariam abertos. Ela contou que recebeu uma mensagem que dizia que Deus mandaria o demônio devolver sua filha. Sobre a prisão do casal acusado de matar a menina, Rosana disse que espera que os acusados – se realmente mataram a sua filha – paguem caro pelo o que fizeram.

Publicidade

Ela ainda lembrou que essas pessoas, caso sejam levadas para a cadeia, podem até mesmo sofrerem nas mãos dos outros prisioneiros.

O casal, vale lembrar, nega que tenha participado da morte da criança. Eles lembraram, inclusive, que prestaram depoimentos e que até colheram material genético para ajudar na apuração.

Vitória Gabrielly guardou o nome do assassino debaixo das suas unhas

Diante deste cenário é possível afirmar que Vitória foi a responsável pelo esclarecimento de seu assassinato. O que o corpo dela 'contou' para a perícia, aliado com o trabalho de investigações minuciosas da polícia, possibilitaram que pelo menos um dos envolvidos fosse indentificado.

O material genético colhido sob as unhas de Gabrielly foram recolhidos e cuidadosamente analisados e, o DNA (Ácido Desoxirribonucléico) de um dos suspeitos pelo crime foi encontrado, o servente de pedreiro Julio César Lima Ergesse, que já estava preso e na noite de quinta-feira (28), foi indiciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar). 

De acordo com a Polícia Civil, o exame do DNA dessas amostras revelou compatibilidade com o material genético colhido do suspeito. De acordo com a polícia, não é possível dar mais informações porque as investigações continuam sob segredo de justiça.

Ao lutar pela vida, provavelmente Vitória Gabrielly arranhou seu algoz e foi assim que ela guardou o nome do assassino debaixo das unhas.

Publicidade
Publicidade