in

9 hormônios que causam o ganho de peso e dicas de como evitá-los

O ganho de peso nem sempre é associado com uma alimentação desregulada e pouco nutritiva. A obesidade pode ser causada também com vários hormônios que entram em uma verdadeira fúria. Ganhar peso é bastante fácil, mas perder é muito difícil.

Publicidade

Foram identificados nove hormônios que desequilibram o organismo e que resultam no ganho de peso. Além disso, há dicas de como manter esses hormônios sob controle.

Hormônios da Tireoide

Os hormônios T3, T4 e calcitonina são produzidas pela glândula tireóide que fica na base do pescoço. A subprodução deles acarreta o hipotireoidismo que é associado ao ganho de peso.

Publicidade

Para evitar: consumir sal iodado; alimentos bem cozidos; vitamina D; consumir alimentos ricos em zinco.

Publicidade

Insulina

Esse hormônio que é secretado pelo pâncreas, transporta a glicose para dentro das células. Porém, a resistência à insulina aumenta o nível de açúcar no sangue, que traz aumento de peso e diabetes.

Publicidade

Para evitar: consuma vegetais de folhas verdes, frutas e legumes frescos; peixe gordo, azeite de oliva, nozes e semente de linhaça; 4 litros de água ao dia; exercícios de 4 horas semanais. Evite álcool, comer à noite, bebidas com gás e adoçantes artificiais.

Cortisol

É um hormônio que é liberado no organismo quando a pessoa está deprimida, ansiosa, estressada, nervosa, raivosa e fisicamente ferida. Para diminuir esses níveis de estresse ele libera o açúcar no sangue o que causa a obesidade.

Para evitar: ao menos 8 horas de sono diária; evitar alimentos processados, fritos e álcool; pratique respiração profunda, yoga e meditação 1 hora por dia; tenha momentos agradáveis com amigos e família.

Testosterona

Considerado um hormônio masculino, também é secretado pelas mulheres. A diminuição desse hormônio no organismo aumenta o peso, pois é ele que queima a gordura, fortalece os ossos, músculos e libera a libido.

Para evitar: faça treinos regulares; evite álcool; consuma suplementos com proteína; priorize alimentos ricos em fibra.

Progesterona

Para que o organismo funcione de maneira adequada é preciso que o nível de progesterona e estrogênio sejam equilibrados. O estresse pode resultar em depressão e posteriormente ganho de peso.

Para evitar: faça exercícios regulares; medite; evite ao máximo algo que traga o estresse.

Estrogênio

É o principal hormônio sexual feminino, e qualquer desequilíbrio nele faz com que a pessoa se torne obesa.

Para evitar: consuma grãos integrais, legumes e frutas frescas; evite o álcool; faça exercícios regulares; evite carnes processadas.

Leptina

Esse hormônio é muito importante na regulação da energia corporal para inibir a fome.

Para evitar: não consuma alimentos ricos em açúcar e não mais que 3 porções de fruta ao dia; consuma vegetais de folhas escuras; evite alimentos processados; durma de 7 a 8 horas ao dia; mantenha-se hidratado.

Grelina

É o famoso hormônio da fome, estimula o apetite e aumenta a deposição de gordura.

Para evitar: treine regularmente; coma de 2 a 3 horas; beba de 1 a 1 e ½ xícaras de água 20 minutos antes da refeição; coma alimentos ricos em proteínas.

Melatonina

Regulador do sono e vigília enquanto dormimos, esse é o hormônio do crescimento que ajuda o corpo a se curar, porém se não dormirmos direito, esse processo é interrompido, causa estresse e por fim aumento de peso por inflamação.

Para evitar: não coma tarde ou antes de ir se deitar; durma o suficiente; durma em um quarto escuro e frio; desligue todos os aparelhos do quarto antes de se deitar.

Publicidade
Publicidade