in

O passado ‘sombrio’ e estranho dos supostos assassinos de Vitória Gabrielly

Conforme o tempo passa, mais detalhes sobre o assassinato de Vitória são dados. O G1, por exemplo, fez uma reportagem falando sobre o passado sombrio do homem e da mulher, que agora são acusados de terem assasinado a menina, que desapareceu de patins cor-de-rosa. 

Publicidade

O casal suspeito de envolvimento no desaparecimento e morte da adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi preso pela Polícia Civil, na casa onde mora, no bairro Três Lagoinhas, em Mairinque (SP), na manhã desta sexta-feira (29).

A dupla foi levada para a delegacia da cidade, onde deve prestar novos depoimentos. De acordo com a polícia, os dois já têm histórico criminal, sendo a mulher por roubo e o homem por tráfico de drogas.

Publicidade

Polícia prende casal suspeito de matar a menina Vitória Gabrielly no interior de São Paulo

O casal, Mayara Borges de Abrantes e Bruno Marcel de Oliveira, já foi ouvido outras vezes durante a investigação como testemunha e nega o envolvimento no crime. O advogado da dupla está na delegacia, mas ainda não falou com a imprensa.

Publicidade

Durante a manhã, policiais fizeram buscas na casa deles, inclusive, com cães da equipe do canil da Guarda Municipal de Itupeva, que ajudou durante a procura pela garota.

Publicidade

Assassinato de  Vitória Gabrielly mexeu com o Brasil

Com a prisão temporária de 30 dias do casal já são três os detidos por suspeita da morte de Vitória Gabrielly.

O casal foi apontado pelo servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, que foi indiciado por homicídio doloso na quinta-feira (28), como responsável por transportar a menina em um carro no dia em que ela saiu para andar de patins e desapareceu em Araçariguama.

Publicidade
Publicidade
Publicidade