in

Santos: novo organograma é aprovado e 21 pessoas estão na mira para demissões

Após uma reunião realizada nesta quinta-feira (28), na vila Belmiro, um novo organograma foi aprovado pelo Comitê de Gestão do Santos. Sendo assim, serão realizados 21 cortes, Daniel Bykoff, braço direito do presidente José Carlos Peres, já havia saído na semana passada. O resultado da votação foi seis votos a favor contra três.  

Publicidade

A empresa de consultoria (PCM), auxilia o Santos a se reorganizar administrativamente. Segundo uma análise dos peritos, sugeriu dispensas em quase todos os departamentos, sendo eles: jurídico, marketing, comunicação, segurança e comercial. Os primeiros a serem cortados seriam os funcionários que recebem os salários altos.

Quatro executivos estão na base da nova estrutura: Ricardo Gomes (futebol profissional, base e futsal), Marcelo Frazão (marketing e comunicação), Ricardo Feijoo (administrativo e financeiro) e Rodrigo Gama Monteiro (jurídico). Dos quatro, somente Feijoo está na gestão desde o início, em dezembro. Os gerentes e suas respectivas equipes, estarão abaixo deles.

Publicidade

"Foi aprovado (o organograma). Sem ressalvas, não haverá mudança. Os executivos terão carta branca para demissões e para formar suas equipes", disse Peres após a reunião.

Publicidade

Orlando Rollo, Estevam Juhas, José Carlos de Oliveira e mais outros dois membros do comitês de Gestão foram contrários a nova estrutura.

Publicidade

Segundo informações, Rollo ainda não gostou de dois fatores: a sugestão de terceirizar os esportes olímpicos e a absorção do departamento de segurança ao setor administrativo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade