in

Horror: médica surta e se torna suspeita de matar próprio filho de 3 anos

Mais um caso chocante ganhou as manchetes do principais jornais do Brasil. Infelizmente, trata-se da morte de uma criança de apenas 3 anos de idade e, o que torna tudo ainda mais horripilante, é o fato da mãe ser a principal suspeita da morte da criança.

Publicidade

Médica tirou a vida do próprio filho

As mães deveriam ser o anjo da guarda dos filhos, cuidar e amar incondicionalmente mas, nem sempre é assim. Infelizmente, as crianças se tornam presas fáceis e muitas vezes perdem a vida nas mãos daqueles que deveriam ser o seu escudo de proteção.

De acordo com o portal de notícias online, R7, Juliana de Pina Araújo, 34 anos, médica da rede pública de Saúde do Distrito Federal é suspeita de matar o próprio filho de apenas três anos de idade. A tragédia ocorreu por volta das 17h40 dessa quarta-feira (27), na 210 Sul, no quarto andar do bloco J. Ao que tudo indica e de acordo com as investigações preliminares da polícia, a criança morreu de overdose.

Publicidade

O SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) informou que um vizinho da médica e o porteiro do prédio socorreram a mãe e filho, “A criança estava desacordada e ela toda ensanguentada. Não falava nada e tinha uma aparência abalada. A mãe dela (avó do menino) gritava por socorro”, explicou Gilberto Santos, o vizinho que prestou ajuda.

Publicidade

Desesperados com o estado de ambos e como a criança estava totalmente inconsciente, eles procuraram primeiro p Hospital Materno Infantil (Hmib), mas os médicos não conseguiram restabelecer os sinais vitais. Juliana foi encaminhada e está internada no Instituto Hospital de Base (IHBDF), em estado grave.

Publicidade

Segundo a Polícia Civil, a médica está sob supervisão, na ala psiquiátrica do IHB, devido ao quadro de provável surto. Ela encontra-se sob custódia de agentes e a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) investiga o crime. O pai da criança, cujo nome não foi divulgado, prestou depoimento na madrugada desta quinta (28). Abalado, mostrou-se surpreso com o fato, uma vez que a médica adorava o filho.

O pai do menino prestou depoimento para a Polícia Civil na madrugada desta quinta-feira (28), muito abalado ele disse que não consegue entender o que levou Juliana a cometer tamanha loucura, já que a médica sempre foi muito carinhosa e amava muito o filho.

Criança feliz e inteligente

Os moradores do prédio onde o menino morava com a mãe e a avó, estão em estado de choque. Vizinhos contaram que o menino era muito inteligente e que estava constantemente feliz. Sobre a mãe do garoto, afirmaram que ela sempre foi uma pessoa muito educada e que jamais imaginavam que algo tão aterrorizante pudesse acontecer.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade