in

Vasco vive um impasse para decidir quem será seu novo presidente interino

Um crise política se instalou no clube do Vasco, o time vive um impasse para decidir quem será o novo presidente interino do clube enquanto o atual não retorna ao comando. Para quem não sabe, desde o início da Copa do Mundo o clube está sem um presidente.

Publicidade

O atual presidente do clube Alexandre Campello atual presidente do clube do Vasco está na Rússia desde o início da Copa do Mundo, apesar de seu retorno estar previsto para o dia 17 de julho, ele mesmo já descartou qualquer chance de retornar antes disso.

O que ve dificultando o time na escolha do novo presidente é o próprio estatuto do clube que prevê diferentes interpretações, com isso vários oposicionistas se baseiam nesses agrumentos para garantir que seus posicionamentos seja legitimados.

Publicidade

Um deles seria de que o presidente está em viagem e sem ele é inviável escolher o novo presidente para o clube, mas Alexandre também declarou que está apto a escolher o novo presidente interino mesmo estando longe. Campello citou nomes como os de João Marcos Amorim e VP de Finanças.

Publicidade

O presidente do conselho deliberativo, Roberto Monteiro, explicou que com a ausência de Campello o natural seria que o primeiro vice-presidente, Elói Ferreira, assumisse o cargo em seu lugar. Legalmente, existem duas interpretações diferentes do estatuto que dão base para que o conselheiro afirme sobre essa opinião.

Publicidade

O grande problema é que uma crise interna entre Campello e Monteiro pode acabar se estendendo caso isso ocorra. Para piorar, na tarde desta terça-feira (27), Elói tentou entrar na sala da presidência, mas foi barrado pelos seguranças que foram ameaçados de demissão, o caso se agravou tanto que a polícia foi chamada ao local.

Publicidade
Publicidade
Publicidade