in

6 dicas fundamentais para que o seu namoro seja feliz

Construir um relacionamento feliz não é tarefa fácil para ninguém, mas existem algumas dicas que quando seguidas podem resultar em namoro, noivado ou até mesmo um casamento muito melhor do que a média.

Publicidade

Namore alguém em quem você confia

Namorar alguém em quem confie é fundamental. Pode parecer uma dica boba mas, muita gente se relaciona com uma pessoa em que não confia e isso aumenta significativamente a quantidade de brigas causadas por ciúmes.

Respeite o espaço do outro

Algumas pessoas namoram e querem ficar grudadas 24 horas por dia. Nem quem é casado fica esse tempo todo junto. Há momentos em que o homem e a mulher precisam ter um momento só seus. Isso é fundamental.

Publicidade

Respeitar a privacidade do outro é importante. Óbvio que em um casamento há momentos em que os dois tomam banho juntos, por exemplo, mas há pessoas que querem dividir o banheiro com o companheiro(a) até nos momentos de fazer as necessidades fisiológicas.

Publicidade

Respeite a opinião do outro

O relacionamento é formado por duas pessoas que cresceram em famílias diferentes, que viveram vidas diferentes, por isso, é normal um ser palmeirense e o outro corintiano, um gostar de futebol e outro preferir vôlei. Respeitar a opinião do outro é fundamental.

Publicidade

Sonhem juntos

O casal deve sonhar juntos. Quando, em um relacionamento, você exclui a outra pessoa de seu sonho ou ela exclui você, há indícios de que esse relacionamento não vai para frente.

Dêem risadas um do outro

Rir é o melhor remédio, dizem alguns. Rir um do outro é sempre legal e torna o relacionamento mais leve. É preciso, claro, respeito pelo momento da pessoa. Rir da sua namorada ou namorado na frente de outras pessoas pode não ser legal.

Não compare o seu relacionamento com o de outras pessoas

Um erro que muitos casais cometem é comparar o relacionamento que vivem com os de outras pessoas. Isso sempre atrapalha. Cada relacionamento é único. Frases do tipo “mas fulanos fazem isso juntos”, “mas fulanos agiram diferente”, “mas fulanos gostam de tal coisa”… só atrapalha.

Publicidade
Publicidade