in

10 sintomas da depressão pós-parto que você precisa conhecer

A depressão pós-parto é mais comum do que se pode imaginar e trata-se de um quadro bastante sério e preocupante. Muitas vezes as pessoas que convivem com a mãe e o bebê, não conseguem identificar os sintomas da depressão e auxiliar a mamãe que está enfrentando este tipo de situação. Neste artigo você vai saber mais sobre a depressão pós-parto, assim terá condições de buscar ajuda ou mesmo de auxiliar quem está vivendo esta situação tão difícil.

Publicidade

O que é a depressão pós-parto?

Acredita-se que entre 70 e 80% das novas mães são afetadas pela Baby Blues ou tristeza materna, como também é conhecida a depressão pós-parto, de acordo com um estudo feito pela Fundação Oswaldo Cruz, no Brasil 1 entre 4 mulheres apresentam o quadro de depressão após dar à luz. Estas mulheres precisam de cuidados especiais e acompanhamento psicológico, já que em muitos casos durante as crises depressivas elas são capazes de tirarem a própria vida ou a do bebê. 

A depressão pós-parto é um transtorno de humor que pode afetar as mulheres após o parto. Não tem uma causa única, mas provavelmente resulta de uma combinação de fatores físicos e emocionais. Vale ressaltar que a depressão pós-parto afeta mulheres de diferentes classes sociais, ou seja, todas as mães de um recém-nascido podem enfrentar esta doença, seja dentro de um palácio ou em um barraco. Fica o alerta: depressão não é frescura.

Publicidade
  • A depressão pós-parto pode ter início logo depois do nascimento do bebê e até um ano depois que a mulher deu a luz.

O nascimento de um bebê é sempre cercado de muita alegria, porém, promove uma enorme mudança no organismo feminino, há uma grande descarga hormonal, provoca medo de não conseguir cuidar do filho da maneira correta, ansiedade, noites mal dormidas, entre outros. Todos estes fatores provocam um quadro de muito estresse e infelizmente pode chegar a depressão.

Publicidade

10 sintomas da depressão pós-parto

Conheça os 10 sintomas da depressão pós-parto que irá te ajudar a fazer o primeiro diagnóstico, para que você possa buscar ajuda de um médico de confiança, ou encaminhar outra pessoa para o tratamento:

Publicidade
  1. Tristeza constante;
  2. Sentimento de culpa;
  3. Baixa auto-estima;
  4. Desânimo e cansaço extremo;
  5. Pouco interesse pelo bebê;
  6. Incapacidade para cuidar de si e do bebê;
  7. Medo de ficar sozinha;
  8. Falta de apetite;
  9. Falta de prazer nas atividades diárias;
  10. Dificuldade para pegar no sono.

Se você se tornou mamãe recentemente e apresenta alguns destes sintomas peça e busque ajuda, não se envergonhe e nem se culpe por ter desenvolvido o quadro de depressão pós-parto, lembre-se você não pediu por isso e precisa ficar bem para cuidar de seu bebê.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade