in

Confira como foi a última semana do Santos antes de partir para o México

Santos se reapresenta na tarde desta segunda-feira, no CT Rei Pelé, após 11 dias de folga por causa da Copa do Mundo. No primeiro dia, os jogadores do Peixe realizarão uma bateria de exames na parte interna do centro de treinamento.

Publicidade

A expectativa é que ocorram treinos em dois períodos pelo menos três vezes nesta semana e atividades no gramado até no domingo. Esta será a última semana antes da viagem ao México, onde o Santos realiza dois amistosos – contra Monterrey, no dia 7, e Querétaro, dia 10.

Vale lembrar que o Santos tinha convites para mais quatro amistosos, um deles contra o Cruz Azul, mas que foram recusados pelo presidente José Carlos Peres, que, na última sexta-feira, declarou que a preparação da equipe para as três competições do segundo semestre (Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil) é mais importante.

Publicidade

Com a viagem de volta ao Brasil marcada para o dia 11 de julho, o Santos terá mais uma semana de preparação até reestrear no Brasileirão, contra o Palmeiras, dia 19, no Pacaembu.

Publicidade

O Santos está na 15ª colocação do Brasileirão, com um jogo a menos, com 13 pontos, um a mais que o primeiro time entro da zona do rebaixamento, o Bahia.

Publicidade

Pode surgir novidade!

Acertado verbalmente com o Monterrey, o Santos esbarra no salário de Carlos Sánchez para fechar a contratação. O Peixe negocia há vários dias para adequar os vencimentos à realidade do Brasil. A compensação financeira pelo fim do contrato, válido até o fim do ano, é de 1 milhão de dólares (R$ 3,7 mi). A proposta foi enviada no dia 14 de junho.

O poderio financeiro no México faz com que o meia de 33 anos peça quase R$ 500 mil por mês. O alvinegro quer pagar, no máximo, R$ 400 mil. Mesmo com o impasse, o presidente José Carlos Peres segue confiante. O novo executivo de futebol Ricardo Gomes aprovou a negociação.

Fonte: Globo Esporte / Gazeta Esportiva

Publicidade
Publicidade