in

Tragédia: jogador de futebol morre depois de ser atropelado

O futebol está em luto. Um jogador de futebol morreu vítima de atropelamento. O acidente aconteceu na sexta-feira (22) e o jovem que ficou gravemente ferido, vindo a óbito neste domingo (24). João Henrique Pedrosa de Lucena, de 21 anos, foi internado em estado grave no Hospital da Restauração, o atleta estava a caminho do treino quando foi atingido por um ônibus, o atropelamento foi brutal e o jovem já deu entrada no HR em coma.

Publicidade

Goleiro

O jovem goleiro atuava no Ibis Sport Club, time de futebol de Pernambuco que ficou conhecido como o pior do mundo, que está vivendo o seu melhor momento em quase duas décadas, ele é o líder isolado e invicto da série A2 do campeonato pernambucano, o que vem deixando seus torcedores bastante chateados, já que eles ostentam o título de pior do mundo com muito orgulho.

Atropelamento

João do biscoito, como era conhecido entre os colegas de elenco, saiu da comunidade do Caranguejo, localizada na Ilha do Retiro onde residia e seguia para treinar na Praia do Pina, que fica na Zona Sul de Recife. Ele seguia de bicicleta com alguns amigos, quando foi atingido violentamente pelo ônibus, enquanto trafegava pela Avenida Sul, na área central da cidade.

Publicidade

Familiares, amigos e colegas de João estão inconformados com sua morte precoce, de acordo com informações passadas pelo Ibis, o goleiro faleceu devido a forte pancada que sofreu na cabeça o que causou um grave traumatismo craniano. Um colega de João também foi atropelado e permanece em estado grave no HR.

Publicidade

O presidente do Ibis Sport Club, Ozir Ramos, lamentou a morte do jovem goleiro, ele afirmou que o jogador estava com eles desde 2017, era um profissional responsável e que tinha um futuro promissor, "era um menino muito bom e infelizmente acontece uma tragédia dessa".

Publicidade

João Henrique foi da base do Sport de Recife e jogou como atleta profissional no time de Afogados da Ingazeira. Não há informações sobre velório e sepultamento do atleta. A empresa responsável pelo ônibus não foi identificada e a polícia investiga o caso.

Publicidade
Publicidade