in

Vasco recorre a ‘clones’ de Paulinho e acredita em um ‘milagre’

O Vasco está em uma fase de mudanças para fazer implementações de uma nova metodologia em suas divisões de base. Isso se resume ao fato desses jogadores estarem cada vez mais efetivos no time principal de jogadores revelados no próprio clube.

Publicidade

O objetivo agora é permanecer aproveitando o elogiado trabalho realizado nas temporadas anteriores e evoluir ainda em alguns aspectos, como de infraestrutura e captação de talentos. Tudo isso para deixar o clube mais atrativo e minimizar as situações iguais as que já aconteceram esse ano.

Desde o início do ano, quatro de seus jovens atletas que tinham bom potencial acabaram indo parar no Flamengo. Essa é a divulgação oficial confirmada pelo Vasco, só que há relatos de que esse total possa chegar a oito, uma vez que são incluídos meninos do futsal sub-7, sub-9 e sub-11.

Publicidade

Durante uma transição política bastante complicada acabou ocorrendo a contribuição para serem criados ambientes de incertezas, porém normalmente isso é bastante forte para influenciar as famílias na tomada de decisão. Do futsal saíram promessas como Caio Joshua, que é considerado o maior destaque da atualidade. O atleta mirim foi levado para o clube pelo pai do meia Mateus Vital para fazer o teste.

Publicidade

Só que para o Vasco a maior frustração talvez seja a saída de Guga Maia, que é o camisa 10 da equipe sub-14. O jovem estava sendo apontado como uma das maiores promessas do clube, sendo inclusive personagem de uma reportagem no site oficial em uma série intitulada Futuros Gigantes.

Publicidade

Outro caso a ser citado é Gabriel Borsato que já teve até passagem pela seleção brasileira, mas que ainda não tinha contrato profissional com o Vasco e que foi efetivado pelo rival Flamego.

Publicidade
Publicidade
Publicidade