in

No banco dos réus, cinco jogadores do Flamengo e Vasco serão julgados por confusão

Flamenguistas e vascaínos estão mais preocupados com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do que com a Copa do Mundo que está sendo realizada na Rússia. Tudo isso é devido à confusão que aconteceu na final do clássico entre Flamengo e Vasco, no último dia 19 de maio.

Publicidade

Na disputada partida que era válida pelo Campeonato Brasileiro, alguns jogadores participaram de um tumulto e como resultado cinco deles estarão no banco dos réus na próxima segunda-feira (25).

O rubro-negro está em uma situação ainda pior do que o seu rival, uma vez que o zagueiro Rhodolfo e o volante Cuéllar que foram expulsos da partida, são acusados de agredir outros jogadores e podem ter uma pena que pode chegar de 4 a 12 jogos de suspensão, conforme previsto no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Deportiva.

Publicidade

Evervton Ribeirto, que não foi expulso dentro de campo, foi denunciado por cometer um ato desleal comprovado através de prova de vídeo e, pelo artigo 250 do mesmo código, a pena prevista é de uma a até 3 partidas suspensas.

Publicidade

Já o cruzmaltino tem o zagueiro Brano que tem uma situação parecida com a de Rhodolfo e Cuéllar, e o atacante Riascos, que também poderá ter o mesmo destino, no entanto o jogador já foi negociado e agora está na China defendendo o Dalian Yifang, caso seja condenado não fará nenhuma diferença para o clube de Jorginho.

Publicidade

Caso as condenações sejam confirmadas, elas começarão a ser cumpridas já na retomada do Campeonato Brasileiro. O gringo do Flamengo já está suspenso na primeira partida por ter um cartão vermelho recebido na disputa com o Palmeiras.

Publicidade