in

Mulher é suspeita de servir carne do amante como churrasco para vizinhança

Uma mulher foi condenada por um crime um crime um tanto bizarro e bem nojento. A sentença foi bem contundente, prisão perpétua, sem a menor chance de ter condicional. A mulher foi condenada pela morte do seu amante.

Publicidade

Como não bastasse, Kelly Cochran também foi sentenciada a cumprir uma pena de 65 anos pela morte de seu esposo. Jason, morreu por causa de uma alta dose de heroína, que foi letal para o companheiro. A morte do homem aconteceu no ano de 2016.

Porém, de acordo com uma investigação realizada por uma emissora da televisão americana, as mortes teriam uma face bem mais macabra.

Publicidade

Kelly Chochran admitiu no tribunal que ela e o marido, atraíram Chris Regan (o amante) até a casa e depois o assassinaram com tiros. Após terem matado o homem, o casal esquartejou a vítima. Então o que eles teriam feito com o corpo?

Publicidade

Esse é o mistério que cercava o caso, mas pode ter sido elucidado sendo esse o detalhe macabro da história. Alguns vizinhos do casal contaram que tem certeza de que eles serviram o homem morto como ‘churrasquinho’ para a vizinhança.

Publicidade

Eles acreditam que comeram a carne humana durante um churrasco. Ainda segundo os vizinhos, o sabor da carne servida por Jason e Kelly era bem estranhos. O pior é que a vizinhança pode até estar certa e, talvez, eles tenham consumido churrasco de carne humana sem saber.

A mulher ainda fez uma revelação no tribunal. Ela disse que tinha um pacto de sangue com o esposo. De acordo com o pacto firmado pelo casal, eles teriam que eliminar todos os amantes dos dois. Por isso, a lista de pessoas mortas pode ser bem mais extensa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade