in

7 dicas simples e eficazes para evitar as alergias respiratórias no inverno

O inverno chegou nesta quinta-feira (21). às 7h07 da manhã, horário oficial de Brasília e com ele vem também as tão indesejadas alergias respiratórias. Um dos quadros alérgicos mais comuns e não menos preocupante é a rinite e quem passa por estas crises sabem bem o quanto é desconfortável.

Publicidade

Asma, bronquite, sinusite, conjuntivite também afetam milhões de pessoas nesta época do ano, mas você sabe quais as providencias tomar para evitar as alergias respiratórias? Neste artigo você vai encontrar dicas simples e eficazes para evitar as alergias respiratórias no inverno; saiba mais.

Sintomas das crises alérgicas respiratórias

No inverno as temperaturas baixas aliadas a pouca umidade do ar colaboram para o surgimento das alergias, além dos fatores ambientais, outras circunstâncias também cooperam para as crises alérgicas. Os principais sintomas das alergias respiratórias são:

Publicidade
  • Secreções excessivas das glândulas mucosas no nariz, congestionamento de grandes veias da cavidade nasal, causando obstrução ao fluxo aéreo nasal e irritação dos nervos sensoriais no nariz, garganta e olhos por inflamação. Assim, essa alergia nasal gera corrimentos e/ou congestionamentos nasais e espirros, tosse, aperto no peito, chiado, falta de ar, coceira, inflamação de ambos os olhos, erupções e pápulas cutâneas, seios paranasais congestionados, dor de cabeça, sono perturbado e falta de concentração. Esses sintomas são piores no início da manhã e durante a noite.

Veja aqui as 7 dicas simples e eficazes para evitar as alergias respiratórias no inverno

  1. Não use o umidificador de ar exageradamente: embora se tenha a sensação de que o umidificador de ar é uma das melhores opções para evitar as alergias, especialistas afirmam que o uso excessivo deste equipamento é prejudicial a saúde. O aparelho deve ser utilizado durante três a quatro horas por dia, caso contrário o ambiente pode ficar muito úmido o que favorece a proliferação de de mofo, bolor e ácaros grandes responsáveis pelas crises de alergia.
  2. Lave os agasalhos antes de usá-los: a temperatura cai e a maioria das pessoas corre para pegar aquele agasalho que está guardado no fundo do guarda-roupa, está atitude está incorreta. Antes de usar os agasalhos, principalmente os das crianças, eles devem ser lavados e deixá-las secando ao ar livre e de preferência no sol. Desta maneira você elimina s micro-organismos e sujeiras que provocam alergias. 
  3. Higienização dos colchões e travesseiros: o locais preferidos dos ácaros que são um dos principais agentes causadores da alergia, são os colchões e travesseiros, o ideal é usar uma capa anti-ácaros para revesti-los. A roupa de cama deve ser trocada semanalmente, lavadas e colocadas para secar ao sol.
  4. Ambientes higienizados e ventilados: manter os ambientes limpos e ventilados é essencial para evitar as alergias, mantenhas as janelas abertas para garantir a circulação de ar.
  5. Hidrate-se: nas temperaturas amenas do inverno é comum sentir menos sede, mas a hidratação é fundamental para evitar o ressecamento das mucosas nasais, que defendem nosso organismo de agentes que causam alergia. Portanto, procure beber de 1,5 a 2 litros de água por dia.
  6. Soro fisiológico: aposte neste aliado, o soro fisiológico deve ser utilizado por até quatro vezes ao dia para lavar o nariz, assim você matem a hidratação das mucosas e respirar melhor.
  7. Água no quarto: uma maneira de deixar o ambiente mais saudável é deixar um recipiente com água no quarto, como por exemplo, um balde. Caso não seja possível, panos úmidos também são uma boa opção.

Atenção: Se você apresenta os sintomas acima prucure seu médico de confiança, não use remédio sem prescrição médica.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade