in

Pai de Vitória Gabrielly conta fato surpreendente à polícia e muda rumo das investigações

O pai da Vitória Gabrielly, morta cruelmente há poucos dias, acabou dando uma entrevista para a Rede Record de Televisão, pois atualmente o caso de sua filha vem assolando o Brasil todo, até porque envolve muito mistério em volta do que aconteceu com a jovem garota de apenas 12 anos.

Publicidade

Beto Vaz é o nome do pai da garota, que também está sendo tratado como um dos suspeitos. Porém, até mesmo a mãe e a madrasta da criança também estão na linha de investigação. No momento, a polícia não descarta nenhuma hipótese do que pode ter acontecido com a jovem menina.

Muitas opiniões por parte da população são apresentadas, e isso acaba prejudicando um pouco a imagem dos familiares da criança, como é o caso da Madrasta, que já vem sendo muito criticada nas redes sociais, mesmo tendo a possibilidade de não estar nem um pouco envolvida no caso.

Publicidade

O pai da jovem garota contou à polícia que já se envolveu na política. Ele afirma ter sido candidato à vereador da cidade de Araçariguama, porém não conseguiu a quantidade de votos necessária para se tornar um dos vereadores, mas o que mais muda o rumo das investigações foi o fato do pai ter contado que tinha certo atritos políticos.

Publicidade

O pai da garota afirma que, porque se candidatou, existia a oposição e houve uma briga política após ele disputar eleições. Ele ainda conta que não estava sendo perseguido, mas é um fato importante para a polícia saber.

Publicidade

Com isso, a oposição política de Beto Vaz também deve se incluída nas investigações, pois não é descartada a hipótese de que o autor do crime talvez tenha sido algum inimigo do pai da garota.

Há muitos indícios de que o crime foi executado por vingança, até porque a menina foi torturada, apanhou bastante, mas não foi, em nenhum momento, abusada sexualmente, o que seria normal conforme como o crime foi executado pelo criminoso, este ainda não revelado.

Publicidade
Publicidade