in

Jovem é linchado até a morte e barbárie é investigada pela polícia

Fazer justiça com as próprias mãos não é resposta para a crescente violência em todo território nacional. Com o aumento da sensação de impunidade e da morosidade da justiça brasileira, muitas pessoas se acham no direito de resolver alguns crimes através de mais violência, o que acaba gerando um efeito rebote, dando a impressão de que não existe justiça e segurança. O descaso dos nossos governantes com a segurança pública, transformou a população brasileira em refém do medo e da violência.

Publicidade

Linchamento

Infelizmente mais um caso de linchamento ganha as manchetes dos jornais brasileiros, desta vez o caso aconteceu na cidade de Fortaleza, capital do Ceará. Aliás estes casos têm acontecido com certa frequência na capital cearense, uma vertente que preocupa os agentes de segurança daquela cidade.

De acordo com a TV Jangadeiro, um jovem, se aproximadamente 20 anos, que não teve seu nome divulgado, foi perseguido, linchado e morto na tarde da última sexta-feira (15), no bairro Granja Lisboa localizado na Zona Oeste do município cearense. Segundo as informações colhidas junto a polícia, o rapaz teria sido perseguido e assassinado por diversas pessoas que ainda não foram identificadas. Além de pedaços de madeira, tijolos, uma arma também teria sido utilizada.

Publicidade

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso, a motivação do crime ainda não é conhecida, mas testemunhas que estavam no local disseram que o jovem tentou escapar de seus agressores correndo pelas ruas do bairro, mas que acabou cercado por populares e duramente agredido.

Publicidade

Em seguida, o homem foi arrastado até a frente de uma casa onde mais uma vez foi agredido e perdeu os sentidos. Moradores dizem ter ouvido disparos. Na Rua José Abílio, local do crime, também foram encontrados projéteis. A polícia continua investigando o caso para decifrar a motivação do crime e identificar seus autores.

Publicidade

Linchamento é crime?

De acordo com professor de Direito Penal da PUCRS Marcelo Caetano Peruchin existem 3 vertentes que possibilitam a responsabilização para autores de linchamentos – as mais conhecidas são lesão corporal seguida de morte e homicídio em concurso de pessoas. Para o primeiro delito, a pena varia de quatro a 12 anos. No segundo, vai de seis a 30 anos.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade