in

Hudson vive momento de ouro no São Paulo e agradece: ‘quero retribuir com títulos’

Hudson voltou ao São Paulo em 2018 após fazer uma boa temporada no Cruzeiro e conquistar a Copa do Brasil. Essa é a sua segunda passagem pelo tricolor e ele vive seu melhor momento no CT da Barra Funda.

Publicidade

No início do ano, o atleta sofreu com dores musculares e não conseguiu desempenhar o seu melhor dentro de campo, mas após se livrar das dores, o camisa 25 conseguiu se firmar no elenco montado pelo técnico Diego Aguirre e hoje disputa a posição de titular com Jucilei, Liziero e Petros. 

Estou mais feliz e confiante após me livrar das dores musculares. Sofri uma lesão no final do ano passado, que me atrapalhou um pouco, mas agora estou recuperado e pronto para ajudar os meus companheiros. A disputa sadia por um lugar no time também eleva o nível dos concorrentes”, analisou.

Publicidade

Hudson é líder em desarme no time do São Paulo, foram 27 bolas roubadas no total. Em relação a passes certos, ele conseguiu 286 e se tornou o segundo melhor passador da equipe – atrás apenas de Jucilei que tem 343. Com a confiança retomada, ele reconhece que a boa fase do time o ajudou nessa empreitada, quer fixar seu lugar na equipe, mas sabe que seus colegas de posição também fazem um bom trabalho em campo.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

A verdade é que o São Paulo está bem servido de volantes, porque Petros, Jucilei e Liziero têm grande nível técnico e rendem opções diferentes ao Aguirre. Fico feliz pela sequência no time e, ao lado dos meus companheiros, quero brigar pelos títulos após esta pausa para a disputa da Copa do Mundo”.

Publicidade

O volante passou pelo São Paulo pela primeira vez em 2014 após se destacar no Paulistão, jogando pelo Botafogo-SP. Segundo Hudson, sua volta ao tricolor é um presente já que se sente grato por tudo que a primeira passagem pelo clube proporcionou. "O status que tenho hoje é graças ao São Paulo, porque me acolheu e proporcionou as melhores condições de trabalho para desenvolver o meu futebol. Me sinto realmente em casa aqui, e quero retribuir isso com títulos”, finalizou.

Publicidade