in

Cantor Renato Teixeira ‘detona’ Chico Buarque sobre apoio a Lula

O cantor e compositor Renato Teixeira, responsável pelo grande sucesso Romaria, concedeu uma entrevista à Folha de São Paulo, no dia 10 de junho, e criticou os cantores que acabam se envolvendo com a política e deixando de lado um respeito pelos seus fãs que possuem ideologias diferentes.

Publicidade

De acordo com o músico, não se deve utilizar a fama conquistada com muito suor para apoiar candidatos. "Não gosto disso", revelou. Renato não concorda que a arte se misture com a política. É um ato feio e repugnante.

Segundo o compositor, um cantor que tem atuado deselegantemente diante disso é Chico Buarque. Renato afirma que Chico é um gênio da música e o melhor compositor da terra, porém, ele está em um caminho errado ao defender um pensamento político. "Essa política em que ele atua, não existe mais", disse o compositor de "Romaria". Para ele, Chico Buarque está vivendo uma grande ilusão.

Publicidade

O Voto

Renato Teixeira, 73 anos, afirmou que não vota mais. Ele lembrou de um ensinamento do seu pai. O voto era a defesa da sociedade. As pessoas decidiam quem iriam representá-las. Mas, hoje, o músico disse que a sua concepção mudou. Ele não concorda com ninguém que possa representá-lo, já que hoje, ele tem um celular nas mãos.

Publicidade

Na sua visão, a tecnologia é o fim da classe política. Ele ressaltou que o Brasil é uma grande empresa. No fim do ano, dá para ter uma ideia de quanto cada um produziu e os lucros deveriam ser divididos. 

Publicidade

Falta de segurança, ruas emburacadas, saúde precária são alguns indícios de que poucos se preocupam com o povo.

Corrupção

Renato já chegou a participar de show de campanha em apoio a Aécio Neves. Porém, ele afirmou que foi apena como amigo e não como um apoiador dos projetos dele. A corrupção que assolou o tucano não o surpreendeu em nada, pois todos agem da mesma forma, disse o compositor. 

Publicidade
Publicidade