in

Jorginho é obrigado a usar os garotos na reta final do Brasileirão e consequência é grave

O Vasco não vive um bom momento no futebol e isso tem irritado a torcida. O time começou a temporada de 2018 empolgando, mostrando que poderia ser um ano sem sufoco e com disputa de titulos, mas com o passar dos jogos a coisa foi complicando.

Publicidade

Após o pedido de demissão de Zé Ricardo, a chegada de Jorginho escanrou um problema que pode trazer consequências graves ao longo do ano. O Vasco precisa de reforços!

Na reta final do Brasileirão, o técnico Jorginho foi obrigado a usar a garotada do Vasco para tentar compensar os desfalques no elenco e o resultado não agradou. A queda de rendimento foi brusca e as derrotas escancararam uma situação que já não vinha bem. 

Publicidade

No último jogo, antes da parada para a Copa do Mundo, quando o Vasco perdeu para o Inter por 3 a 1, a média de idade dos atletas relacionado foi de 20,7 anos. Miranda, de 18 anos, foi titular e entrou porque Jorginho não podia contar com Paulão, Werley ou Breno.

Publicidade

Usar a base é sempre uma saída fácil para os times brasileiros já que os garotos são "baratos" e geralmente tem muito talento. Em contrapartida, falta experiência para lidar com a pressão de jogar em um time que está sendo criticado e vaiado pela torcida em quase todos os jogos, mexe com o emocional dos garotos.

Publicidade

A missão da diretoria agora é achar um meio termo. Valorizar a base e ir utilizando os jovens aos poucos, mas procurar reforços para deixar o elenco mais competitivo e se livrar dessa fase ruim. O técnico Jorginho já deixou claro que precisa de reforços, mas ainda não há nenhum grande nome ventilando nos bastidores.

"Temos que trabalhar com o que se apresenta. A diretoria está atenta. Reforços chegarão. Gosto muito de jogar no 4-4-2 com dois atacantes… O 4-2-3-1 é sempre uma possibilidade. Mas temos que ter jogadores para desempenhar", analisou o técnico.

Publicidade
Publicidade
Publicidade