in

Alckmin tenta copiar Bolsonaro, mas resultado acaba sendo vergonhoso

Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu imitar uma estratégia do rival Jair Bolsonaro (PSL). Ele fez um convite aos seus seguidores para que o recebessem no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, nesta quinta (14), às 17h30. 

Publicidade

De acordo com o portal da Veja na internet, ele quer repetir as cenas de multidão que costumam cercar Bolsonaro em seus desembarques pelo país que gritam "mito, mito". O convite diz que assim todos podem manifestar um apoio à candidatura de Geraldo Alckmin.

A popularidade de Jair Bolsonaro é muito grande nas redes sociais, o que não se vê para outros candidatos. Pelo menos não com a mesma intensidade. Esse tipo de evento, onde o deputado é recebido como herói, também não é visto com outro candidato a presidência.

Publicidade

Todos os eleitores de Bolsonaro fazem isso de forma voluntária. Convidar eleitores de Geraldo para fazer o mesmo parece um pouco artificial e talvez não ocorra com o mesmo entusiasmo que os eleitores de Jair.

Publicidade

De qualquer forma, em muitas pesquisas há a indicação de que talvez haja um segundo turno, disputado entre Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin. O pré-candidato a presidência do PSL precisa tentar conquistar o público feminino para poder ser eleito, já que não pode contar com o público LGBT, por exemplo.

Publicidade

O público que mais apoia Bolsonaro são os eleitores religiosos que acreditam que um país só pode progredir se voltar às origens mais conservadoras com leis e regras mais rígidas para com os criminosos. Para isso, cristãos católicos e evangélicos vão se unir para apoiar o candidato levando-o à presidência do Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade