in

Caso da menina desaparecida: depoimento contraditório de nova testemunha pode dar novo rumo às investigações

Após sair para andar de patins, a jovem de 12 anos, Vitoria Gabrielly não retornou para sua casa. Ela desapareceu na sexta-feira, dia 8 de junho, e a polícia ainda não descobriu seu paradeiro. Uma testemunha diz ter visto a adolescente em Mairinque, onde buscas estão sendo feitas.

Publicidade

Um pedreiro, usuário de drogas, afirmou que esteve com a menina e mais um casal em um carro, segundo informações do delegado seccional Marcelo Carriel, nessa quinta-feira, 14 de junho. O delegado não deu mais detalhes sobre o motivo dela estar dentro desse veículo, mas ao que tudo indica, ela pode ter sido confundida e levada por engano.

O pedreiro, cujo qual a identidade não foi revelada, diz que foi deixado em uma rua quando o carro estava voltando de Mairinque, onde ele mora, e Vitória teria seguido viagem com o casal.

Publicidade

"É uma das versões. É a versão principal, que não se sustenta muito também" diz o delegado Carriel. "O casal nega conhecê-lo, a esposa dele nega conhecer o casal. Ele não se coloca na autoria, diz que foi pego de surpresa quando tem conhecimento de que aquilo iria acontecer. Na volta para casa, o carro com o casal desaparece. É uma versão contraditória nesse sentido", continuou.

Publicidade

O pedreiro e o suposto casal do carro ficaram o dia inteiro prestando depoimentos à polícia. Existem várias hipóteses a serem investigadas, afirma Carriel – “desde desaparecimento até algo mais grave como homicídio. Nem para um lado e nem para o outro há indícios."

Publicidade

O trio vai participar por acareações, ou seja, vão ser postos frente a frente para esclarecer suas versões que são diferentes entre si. Estes esclarecimentos  deverão ser feitos diante da delegada de Araçariguama, Bruna Racca.

Investigação

Foram recolhidos mais de 50 depoimentos de testemunhas, além de serem realizadas buscas em matas e água pela Policia Civil, Militar e Bombeiros nas cidades de Araçariguama, Mairinque e São Roque. Contudo, as buscas foram suspensas temporariamente.

A partir do dia 15, sexta feira, as buscas serão acompanhadas pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba, do departamento de desaparecidos, e também recebera o apoio do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da capital e de equipes do Comando de Operações Especiais (COE).

Amigos e parentes estão mobilizados a procurar pela adolescente, sendo que até mesmo a prefeitura de Araçariguama adesivou 30 carros de secretarias com fotos da menina.

Publicidade
Publicidade
Publicidade