in

Celebridade gospel revela o que faz e o que não faz entre 4 paredes

Angela Bismarchi revelou, em entrevista para o portal UOL, que se converteu há cerca de dois anos, se tornando evangélica. Agora ela vai investir em palestras, visitando igrejas, ajudando casais a dialogarem e resolvendo questões íntimas.

Publicidade

Uma das dúvidas mais frequentes entre os cristãos, é o que pode e o que não pode fazer entre quatro paredes. Angela afirma que é casada há 16 anos e depois que se converteu ao evangelho de Jesus Cristo, mudou a forma de pensar sobre a intimidade.

Ela contou que algumas práticas ela manteve e outras ela abandonou. A prática oral, por exemplo, ela manteve e disse que isso é permitido para casais cristãos. A prática de atos não tão convencionais, como 'amor pelo bumbum', ela disse que não faz mais e não aconselha que os casais façam.

Publicidade

Referente a fantasias ela disse que é normal, saudável e aconselhável que os casais pratiquem, pois segundo ela, o homem gosta mais do que vê, portanto as fantasias são perfeitas para os momentos íntimos.

Publicidade

Angela está inovando nesse assunto, pois além dela revelar abertamente o que faz e o que não faz, ela está indo contra o que a maioria dos cristãos condenam: praticar o ato oral. O fato dela ser mulher e falar para casais também é um ato inovador, visto que, nas igrejas, uma mulher geralmente só aconselha mulheres e não casais.

Publicidade

As instituições religiosas costumam separar as classes, homens conversam sobre assuntos íntimos com homens e mulheres conversam somente com mulheres, portanto uma palestrante mulher para casais é bem inovador dentro das igrejas cristãs.

Publicidade
Publicidade