in

Flamengo aciona Ministério Público depois de crime envolvendo Vinícius Júnior

Vinícius Júnior participou do último jogo no Maracanã neste domingo (10) e se emocionou com a torcida implorando para que ele não vá para a Europa. Aos prantos o jogador precisou de ser amparado ao deixar o gramado, pois estava muito abalado.

Publicidade

Infelizmente, uma pessoa mal intencionada pegou uma das fotos da despedida do jogador no último jogo do Flamengo e publicou no Facebook chamando-o de macaco. O presidente Eduardo Mandeira de Mello resolveu tomar uma providência para descobrir o autor do crime.

O clube fez uma denúncia ao Ministério Público para apurar o autor do crime e julgá-lo por injúria racial. O Flamengo está apoiando o jogador na sua transferência para o Real Madrid e vai ajudar o jogador na questão do racismo praticado por um usuário do Facebook. 

Publicidade

Depois que a publicação racista viralizou ela foi apagada pelos administradores do grupo. Porém, há vários prints circulando entre páginas e redes sociais. Há muitas pessoas dispostas a colaborar com as investigações, em apoio ao jogador.

Publicidade

Os dirigentes do clube acham esse tipo de atitude inadmissível e pretende ir até o final das investigações para que a pessoa seja descoberta e punida. Não é primeira vez que isso acontece no futebol brasileiro. Muitos jogadores negros já sofreram com esse preconceito, inclusive por torcedores.

Publicidade

É comum alguns ficarem insatisfeitos com a performance do atleta durante a partida. Em seguida, eles já iniciam um ataque com violência verbal. Comportamentos como esse devem ser punidos, pois é a única forma de fazer justiça e exigir respeito para com os jogadores negros.

Publicidade
Publicidade
Publicidade