in

Por bom futebol apresentado na Europa, Coutinho traz ainda mais dinheiro as cofres do Vasco

Até o fim deste mês, o Vasco espera receber cerca de 1 milhão de reais de bônus pela participação ativa de Philippe Coutinho em jogos do Barcelona. O gatilho do contrato entre os gigantes da Europa, Barça e Liverpool, previa a bonificação caso o meia da seleção brasileira e do clube catalão atingisse uma meta estabelecida em contrato, que ele, com 22 partidas, alcançou, trazendo este benefício a mais para o futebol brasileiro.

Publicidade

O clube inglês deve transmitir o pagamento ao Vasco muito em breve, tardando ao fim do mês, já que a quantia avaliada em prévio acordo deve passar ainda pela federação inglesa de futebol e o câmbio na Receita Federal antes de chegar ao time carioca.

Esta quantia não se refere ao restante de um total de 4 milhões de euros que o clube de São Januário tem direito na transferência – o Barcelona vai pagar até 163 milhões de euros, com 33 milhões de euros justamente das variáveis estipuladas em contrato. 

Publicidade

Como clube formador de Coutinho, o Vasco recebe 2,5% do total da transferência e de cada parcela paga pelo Barcelona.

Publicidade

A primeira parcela foi recebida pelos cofres vascaínos em março (1,25 milhão de euros, cerca de R$ 5 milhões que foram usados para quitar salários atrasados). As outras duas parcelas – uma prevista para este segundo semestre, outra para início de 2019 – serão menores, mas podem se equiparar à primeira com os bônus previstos em contrato. 

Publicidade

Ao todo, o clube cruz-maltino deve receber mais de R$ 15 milhões pela gigantesca transação no futebol europeu.

Publicidade
Publicidade