in

Moro dá reprimida em advogada que fazia perguntas sem noção

A família do ex-prefeito de Campinas, Jacó Bittar, foi denunciada pela força tarefa da Operação Lava Jato. Fernando Bittar foi apontado como “laranja” do suposto sítio de Lula em Atibaia. A irmã de Fernando Bittar, Priscila Bittar, foi arrolada como testemunha. Ela contou que Marisa Letícia que cuidou das obras do lugar. 

Publicidade

Durante o depoimento ela disse que Jacó Bittar, seu pai, autorizou dona Marisa para cuidar de tudo. Ela ainda chamou Marisa de tia e disse que ela era uma mãe para Fernando, sendo considerada da família.

Ao perceber que as perguntas e colocações de Priscila Bittar não faziam diferença no processo, Sérgio Moro as indeferiu. A advogada tentou questionar a atitude do magistrado e foi duramente repreendida por ele.

Publicidade

A advogada retrucou dizendo que era difícil lidar com aquela situação, mas Moro retrucou dizendo que difícil era ter o seu tempo tomado para ouvir parentes que não depõem como testemunha.

Publicidade

Ela ficou ainda mais irritada e respondeu dizendo que estava fazendo o trabalho dela, e que Sérgio Moro deveria fazer o dele, que é ouvir as testemunhas, mesmo que fossem meras informantes.

Publicidade

Ao ver que a discussão não seria muito frutífera o juiz encerrou o assunto dizendo que seu trabalho não é só ouvir testemunhas, mas também inclui indeferir questões desnecessárias. 

O comportamento de Sérgio Moro tem sido muito elogiado durante o processo de julgamento de Lula e milhares de brasileiros estão apoiando o magistrado. A maior parte do apoio vem da população conservadora, que acredita em um país melhor. 

Essa crença começou a ser construída com o impeachment da ex-presidente Dilma e com a prisão do ex-presidente Lula. A postura de Moro tem sido considerada muito firme diante dos depoimentos, demonstrando que também acredita que a justiça poderá construir um país mais sério e justo.

 

 

Publicidade