in

Como é realmente Cuba, a ilha socialista

Cuba se tornou um país muito pobre após 57 anos de implantação do Socialismo. Tanto que mais de 10% da população deixou desesperadamente a ilha nos últimos anos.

Publicidade

Segundo o Anuário Estadístico de Cuba de 2014, o salário médio do país era de 455 pesos cubanos em 2011, subindo para míseros 584 pesos alguns anos depois.

Para um turista que chega na ilha, um dólar tem o mesmo valor que um peso cubano, porém, para os moradores locais, para comprar um dólar é preciso investir 26,5 pesos. Resumindo, o salário médio do país equivale a US$ 22 ao mês, ou seja, R$ 75. Em via de comparação, o salário médio nominal no Brasil é R$ 2.231.

Publicidade

Os salários mais baixos são os da rede hoteleira e os mais elevados estão na indústria açucareira. Lembrando que esses são os valores médios dos salários, o que significa que há cubanos recebendo bem menos que isso ao mês.

Publicidade

Infelizmente, há de se considerar que a condição de vida em Cuba é miserável. Não somente por causa do embargo americano sobre o país, mas sim por um tipo de economia que vem gerando mais e mais pobreza a cada ano.

Publicidade

O estado cubano não tem a capacidade de satisfazer todas as necessidades de seu povo, que, sem o mecanismos de oferta e demanda, não é capaz de fazer os produtores que precisam ser produzidos.

Confira abaixo algumas imagens do fotógrafo Yusnaby Pérez, que mostra como é a realidade miserável e diária de Cuba no dia a dia, que há mais de cinquenta anos tem total dominação de um estado que está assolando uma nação.
 

Fonte Fonte

Publicidade
Publicidade
Publicidade