in

Denúncia ou chororô? Cartola do Corinthians vê Flamengo como beneficiado

Causou polêmica a participação do conselheiro do Corinthians Antônio Roque Citadini no programa Mesa Redonda, exibido pela TV Gazeta na noite do último domingo (11). Famoso por suas declarações controversas, o ex-diretor de futebol alvinegro atacou o arquirrival Palmeiras e lançou acusações sobre o Flamengo, líder do Brasileirão 2018.

Publicidade

Em relação ao alviverde, Citadini comentou o retrospecto negativo do clube do Parque Antárctica nos duelos com o Corinthians. Nos últimos sete confrontos, foram seis vitórias alvinegras, com destaque para a polêmica na partida que garantiu o bicampeonato estadual à equipe comandada por Fábio Carille, em pleno Allianz Parque.

"O Palmeiras vive a síndrome do atropelamento. Atropelado pelo Corinthians. (…). Quando o Corinthians perdia do Palmeiras, eu esquecia no dia seguinte", alfinetou Citadini, em uma clara menção à polêmica envolvendo a suposta interferência externa em um pênalti anulado pela arbitragem, utilizada como argumento pela diretoria palmeirense para pedir a anulação da partida. 

Publicidade

O rival, contudo, não foi o único alvo da metralhadora giratória de Citadini. O conselheiro acusou o Flamengo de ser duplamente beneficiado na principal competição de clubes do país.

Publicidade

O cartola acredita que a tabela favoreceu o Rubro-Negro na primeira parte da competição, que vai até o início da Copa do Mundo: "o Flamengo tem vencido os jogos no bico do corvo”, disparou. Citadini denunciou ainda o que chama de "doping financeiro", prática que beneficiaria não apenas o clube da Gávea como os demais grandes do Rio de Janeiro.

Publicidade

"Os times do Rio fizeram um acordo com a Justiça do Trabalho, e eles não pagam dívida trabalhista. A Justiça não pode mais penhorar receita deles. Uma coisa sem pé nem cabeça. O Flamengo é beneficiado por isso." afirmou, conforme informações do Fox Sports.

Publicidade
Publicidade
Publicidade