in

Câmera flagra outro assalto do criminoso que matou contador no Méier

A gangue do criminoso que atirou e matou o contador Augusto Cezar Silva Andrade, de 37 anos, no sábado (02) no Méier, praticou pelo menos mais dois roubos na região. A vítima foi atingida com vários tiros na frente do filho e faleceu algumas horas depois. 

Publicidade

Segundo a polícia, há pelo menos três envolvidos no crime e o veículo utilizado foi roubado pouco tempo antes de abordarem Augusto, enquanto ele estava na porta do prédio que morava com a esposa e um filho de 11 aos. As câmeras de segurança do prédio identificou o rosto do suspeito e as imagens foram enviadas para a delegacia.

Augusto morava no prédio que fica na Rua Paulo Silva Araújo há quatro anos. Ele estava chegando com a mulher e o filho quando dois homens tentaram assaltá-lo na porta. Ao entrar no edifício os criminosos entraram junto e atiraram cerca de 5 vezes na vítima. Ele foi levado ao hospital, mas faleceu no dia seguinte. Vizinhos informaram que ele havia sido assaltado mais duas vezes seis meses antes de ser assassinado.

Publicidade

Os amigos da vítima contaram que ao entrar no condomínio o portão fez um barulho e os criminosos se assustaram. Augusto tentou fugir, mas o bandido pegou a arma e disparou.

Publicidade

Muitos estão lamentando a morte do morador do Méier, pois ele era considerado um bom homem por todos, inclusive para a família. Um protesto foi realizado nesse sábado (09) e uma homenagem também foi feita para ele.

Publicidade

O Instituto de Segurança Pública do Rio informou que houve um aumento de crimes na região de 33% nos quatro primeiros meses de 2018, comparando com o mesmo período do ano passado.

 

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade