in

4 tipos de dores de cabeça que podem ser sinal de AVC

Dores de cabeça são um mal relativamente comum. E, embora elas possam surgir por motivos bobos e variados (como uma noite mal dormida ou excesso de bebida alcoólica), a verdade é que esses incômodos podem também ser o sinal de problemas mais sérios, como o AVC ou Acidente Vascular Cerebral.

Publicidade

Especialistas da área explicam que alguns tipos de dor de cabeça jamais devem ser ignorados. Mas, para saber se o mal se trata de algo que pode ser curado rapidamente – ou com remédios caseiros, por exemplo – é preciso ficar atento à evolução do desconforto, observando o padrão, a frequência e a dor.

Isso porque dores de cabeça intensas, que deixam as pessoas confusas, paralisadas ou acompanhadas de outros sintomas fora do comum podem ser um sinal de AVC. E, nesse caso, a urgência na identificação dos sintomas e no atendimento médico são determinantes para a recuperação.

Publicidade

O que é um AVC?

Como o nome diz, AVC se trata de um acidente no cérebro. Em linhas gerais, o problema ocorre pelo entupimento ou pelo rompimento dos vasos sanguíneos de dentro da cabeça, responsáveis por irrigar o cérebro.

Publicidade

Como consequência do AVC, a região cerebral sem circulação sanguínea pode ficar paralisada de forma temporária ou permanente. E o problema pode trazer sequelas mais graves, como a perda dos movimentos, falta de equilíbrio, incapacidade de falar ou andar, confusão mental e assim por diante.

Publicidade

Contudo, existem alguns fatores de risco que facilitam a doença e, claro, sintomas claros que podemos identificar e antecipar o problema. O conhecimento é a melhor forma de evitar mais transtornos, então, confira os 4 tipos de dores de cabeça que podem ser sinal de AVC:

1. Dor súbita

Se a dor de cabeça aparecer sem motivos aparentes e se tornar muito intensa em um curto espaço de tempo, este pode ser um mau sinal. Conforme especialistas, nesses casos, pode ser que tenha ocorrido uma ruptura ou distensão de um aneurisma cerebral, que gera AVC. Se o paciente demorar a ser atendido, é possível que as sequelas do AVC sejam graves e permanentes.

2. Dores atípicas

Todo mundo – ou quase todo mundo – já teve dor de cabeça um dia e sabe bem como esse desconforto funciona e como costuma vir, por quais razões e quanto tempo é normal que permaneça incomodando. Assim, quando você sentir um tipo estranho de dor de cabeça, diferente de todas as demais que já teve na vida, procure um médico!

Embora a dor possa ser causada por vários fatores, como má postura, alimentação desregrada e até mesmo pelo estresse, a verdade é que pode também estar relacionada a um AVC.

3. Dores + sintomas incomuns

Dores de cabeça intensas que chegam acompanhadas de alguns sintomas incomuns e de origem neurológica, como alteração visual, confusão mental, dificuldade de falar ou caminhar, além de fraqueza muscular; também são perigosas e podem ser um sinal de AVC. O certo é correr a um pronto-socorro para evitar consequências mais graves.

4. Dores intensas + hábitos ruins

Alguns hábitos negativos, assim como algumas doenças, aumentam as chances de sofrer um AVC ao longo da vida. Assim, se você sofre com dores de cabeças recorrentes, intensas e suspeitas e for fumante, usuário de drogas, sedentário, sofrer com diabetes, pressão alta, estresse e até mesmo se beber excessivamente; não existe em procurar ajuda médica.

O melhor remédio é a prevenção e, quanto mais rápido o problema for detectado, maiores são as chances das pessoas superarem um AVC.

Fonte: Bolsa de Mulher, Tua Saúde, Minha Vida, R7.

Publicidade
Publicidade
Publicidade