in

Jogador titular do Corinthians é vendido; só faltam detalhes para partir

Já vendido pelo Corinthians ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, Maycon, jovem volante de 20 anos de idade, disse ainda aguardar a batida de martelo por parte da diretoria alvinegra para somente então decidir se aceita ou não a oferta do Leste Europeu.

Publicidade

"Desde o Fábio (Carille), a gente já vem conversando sobre o que tem que ser bom para o clube. E eles (diretoria), entendendo o que é bom para eles, eu penso na minha carreira e aí vou pensar em mim. Como o clube já falou que está em negociação, mas não sei em que pé que está, até mesmo porque a janela abre só mais para frente, estou esperando a decisão deles e depois acerto meus pontos: se vou ou não, se será bom para mim… Mas primeiro vou pensar no clube. Todos nós estamos em função do clube, então o que mais tem que ser privilegiado é o clube", disse ele.

Apesar do discurso precavido, Maycon sabe que terá de se apresentar ao Shakhtar Donetsk em meio à paralisação do calendário brasileiro para a Copa do Mundo. O Corinthians já abriu mão dos 80% de direitos econômicos que detinha e inclusive recebeu R$ 13,8 milhões referentes à primeira parcela dos 6,6 milhões de euros/R$ 27,6 milhões da venda.

Publicidade

Nestes termos, restam mais três jogos para Maycon em defesa do Corinthians. O volante deve seguir como titular para os embates frente Santos (nesta quarta), Vitória (sábado) e Bahia (dia 13), todos pelo Brasileirão.

Publicidade

Maycon também comentou sobre as perspectivas de trabalho do técnico Osmar Loss para as semanas em que o Corinthians não terá jogos oficiais. "Acho que vai ser muito importante para ele adaptar algumas coisas que vê como certo. Ele já falou que vai dar continuidade ao trabalho que o Fábio vinha fazendo, mas tem algumas ideias que podem ser um pouco diferentes do Fábio, como marcação, ataque e outras formas que ele acha mais
importantes no trabalho"
, disse.

Publicidade

"Esses dias serão muito importantes, então, com o tempo, acho que ele vai entendendo mais o processo do clube. Apesar de estar há muito tempo, assumiu o profissional somente agora. Então é uma situação diferente. Mas ele já falou que a ideia vai ser mais ou menos a linha do Fábio (…) com alguns ajustes que ele entende serem bons para a equipe", finalizou.

Cabe aqui registrar que Osmar Loss soma três derrotas e uma vitória em seus primeiros quatro jogos à frente do Corinthians. O treinador vem sofrendo com a ausência de boa parte dos titulares – sete dos 11 principais jogadores estão indisponíveis atualmene

Publicidade