in

7 crimes terríveis cometidos por crianças; o 4º é de tirar o sono

Muita gente ainda acredita que crianças são anjos e não tem maldade. Na verdade, é muito complicado imaginar que você pode estar ameaçado ou em perigo ao lado de uma criança ou adolescente. Mas nos dias de hoje todo cuidado é pouco e a idade já não é mais sinônimo de inocência e ingenuidade.

Publicidade

Conheça 5 casos terríveis que deixam qualquer adulto com receio e que pode tirar seu sono. Planos maquiavélicos, assassinatos a sangue frio e falta de arrependimento fazem parte da vida das crianças que idealizaram e executaram esses crimes.

Não se surpreenda! A realidade é assustadora e crimes hediondos podem ser cometidos por pessoas que parecem inofensivas. Os casos a seguir foram motivados por raiva, loucura ou vingança… Mas para você qual é a solução para este tipo de problema? Vale a pena a reflexão em tempos de discussão sobre a maioridade penal no Brasil.

Publicidade

1 – Planos maquiavélicos

Publicidade

Mais um caso que coloca em dúvida a inocência de algumas crianças. Kayla Rowland era estudante de uma escola em Buell, próximo a Detroit. A menina foi morta por um colega de classe que naõ teve seu nome divulgado. A criança de 6 anos atirou em Kayla sem dar chances para a vítima.

Publicidade

Isso mesmo, uma criança de 6 anos levou a arma dos pais para o colégio, exibiu o revólver para os amigos e tirou a vida de uma colega de classe apenas para "aparecer" e impressionar os mais populares da escola. Kayla não morreu na hora, mas não resistiu os ferimentos e faleceu a caminho do hospital.

2 – Crimes de ódio

Aos 15 anos, Lawrence King foi morto por Brandon Mcinerney de 14 anos por se assumir homossexual. Um crime de ódio cometido por um adolescente e que assustou a comunidade na época. Os dois estudavam na EO Green Jr High e Brandon matou Lawrence a tiros dentro do laboratório de informática. Em depoimento ele confessou que tinha tirado a vida do colega porque ele era gay.

3 – Do mundo de fantasia para o mundo do crime

 

Um garoto de 16 anos que acreditava ser um vampiro de 500 anos acabou passando do mundo da fantasia para o mundo do crime em poucos anos. Roderick Ferrel junto com seus colegas viajou para Flórida em busca de sangue pessoas para realizar seus rituais vampirescos.

Para ajudar uma velha conhecida que reclamava de problemas com os pais, ele invadiu a casa e matou os pais da garota a sangue frio com golpes de facas e pé de cabra. Ferrell entrou na residência do casal Naomi Ruth e Richard Wendorf pela garagem que estava destrancada e surpreendeu as vítimas.

4 – Estupro e assassinato

Um caso que comoveria e revoltaria qualquer pessoa é o do Sam Manzie. Para os pais, o garoto de 15 anos tinha problemas psicológicos e por isso decidiram marcar sessões de terapia, mas o terapeuta não concordou com as percepções dos pais de Sam. O terapeuta liberou o garoto e disse que ele era 100% saudável.

Dias após este diagnóstico, Sam atendeu em sua casa um menino de 11 anos chamado Eddie Werner. A criança foi até  a casa dos Manzie para arrecadar dinheiro para escola… Mal sabia que seria sua última casa. Sam levou o menino para dentro de sua casa, estuprou, estrangulou e escondeu o corpo.

Seus pais descobriram o cadáver mais tarde. Poucos sabiam, mas Sam havia sido abusado sexualmente quando era menor por um amigo da família.

5 – Assassinato 

Um caso absurdo em todos os sentidos. A menina Rachel Booth de 13 anos acabou chamando atenção da opinião pública após matar seu pai a tiros. O crime foi planejado e executado de maneira fria: a garota esperou que os primeiros raios da manha aparecessem e usando uma arma de seu próprio pai, mirou e atirou contra o seu rosto.

Segundo ela, tudo foi motivado pelos abusos constantes que sofria após ficar morando com o pai e ser afastada de sua mãe pela justiça. Os dois se divorciaram e depois de muitas batalhas judiciais, o homem conseguiu a guarda definitiva da filha. Como foi abusada sexualmente e o crime foi reflexo disso, ela não precisou ficar na cadeira.

6 – Escolha por acaso

Eric Smith, de 13 anos, não tinha um comportamento estranho, mas isso não o impediu de agir de maneira macabra. Em 1993, o garoto conseguiu convencer um menino de 4 anos a ir com ele até um bosque que fica no condado de Steuben, em Nova York, e lá onde Smith o estrangulou e esmagou a cabeça do menino. O crime chocou a cidade.

7 – Sem chance

Jon Venables e Robert Thompson, ambos de 10 anos, conseguiram atrair um garoto de 2 anos para longe de sua mãe em um shopping na Inglaterra e levaram a criança até os trilhos de um trem. Chegando lá os dois mutilaram e mataram o menino, as mutilações impediram até a autópsia de revelar a verdadeira causa da morte. O crime foi cometido em 1993.

Publicidade
Publicidade
Publicidade