in

Paulinho Boia não entrou ‘por acaso’ em clássico; entenda o motivo

Diego Aguirre, técnico do São Paulo, deixou todos surpresos ao lançar, mesmo com o tricolor perdendo para o Palmeiras por 3 a 1 no Allianz Parque, o jogador Paulinho Boia no lugar de Marcos Guilherme.

Publicidade

Apesar da situação não favorável, o atleta de 20 anos esbanjou personalidade com dribles e até levou perigo com chutes de longe. Essa com certeza era a resposta que o técnico esperava do jovem que foi preparado a pelo menos duas semanas para voltar a ter nova chance, Boia não atuava desde 28 de fevereiro. 

Em busca de afirmação no São Paulo, Aguirre revê Inter pela primeira vez

Diego Aguirre, técnico do São Paulo, se tornou um dos principais personagens entre São Paulo e Internacional. A partida, que será disputada nesta terça-feira (5) às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, será válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

O comandante uruguaio, que tenta a todo custo se consolidar à frente do Tricolor, estará frente a frente com o clube de Porto Alegre, o qual teve uma participação de grande destaque em 2015. Na época, o treinador conseguiu levar o Colorado ao título do Campeonato Gaúcho e também às semifinais da Copa Libertadores da América.

Publicidade

Aguirre, depois de ter dirigido equipes do Uruguai, Equador e Catar, no Beira-Rio teve a primeira oportunidade de comandar um time brasileiro em sua carreira como técnico. Veja os números do técnico uruguaio: em 48 jogos oficiais, o treinador teve um aproveitamento de 60,4% dos pontos disputados, sendo eles, 24 vitórias, 15 empates nove derrotas.

Publicidade

A última vez que comandou o Inter foi em agosto de 2015 em um jogo que terminou em empate contra a Chapecoense, no beira-Rio, pelo Brasileirão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade